Links de Acesso

Namibe: Polícia prende ladrões de gado

  • Armando Chicoca

Comandante Antonio Candela

Comandante Antonio Candela

A operação de resgate do gado bovino roubado aos autóctones de Kaluvumbo ocorreu em Ndindi, na Huíla, por agentes afectos à unidade policial anti-roubo destacada no município do Camucuio, província do Namibe.

A operação de resgate do gado bovino roubado aos autóctones de Kaluvumbo ocorreu em Ndindi, na Huíla, por agentes afectos à unidade policial anti-roubo destacada no município do Camucuio, província do Namibe.

A captura decorreu em acção conjugada com a Polícia da província da Huíla, numa altura em que os meliantes já em contacto com os potenciais compradores de gado roubado, provenientes de Benguela, procediam o fecho do negócio.

O porta-voz da corporação, José Esteves, disse que além da captura dos supostos ladrões, temíveis naquela área, a Polícia recuperou igualmente oito cabeças de gado bovino já entregues às instâncias judiciais locais.

«As buscas na localidade do Ndindi, no município de Quilengues, foram realizadas no dia 21 passado, em estreita colaboração com as forças policiais da Huíla ali estacionadas. A operação culminou com a detenção de dois cidadãos nacionais identificados por Pedro Tchombe, solteiro de 39 anos de idade, e Mangundo Sabonete, também solteiro, de 40 anos de idade, ambos envolvidos neste crime de roubo de gado bovino. Os bois foram todos recuperados e o roubo foi registado no dia 21 de Abril, na localidade de Caluvumbo, município do Camucuio», explicou.

A cidade do Namibe parcialmente às escuras no período nocturno já há mais de dois anos, tem facilitado a manobra dos meliantes. A operatividade policial imprimida nos últimos meses desde que chegou à província o comandante António Pedro Candela, tem permitido algum sossego nas comunidades. Nos últimos sete dias, 15 indivíduos foram detidos e entregues ao poder judicial, por prática de crimes de furto, violação sexual e roubos. O consumo de drogas e desemprego, está na base da justificação do cometimento dos crimes, segundo revelou a imprensa o porta-voz da Polícia no Namibe.

«Foram registados aumentos nas cifras delituosas, nos municípios do Tombwa com mais três crimes e Virei com mais dois. As residências foram as que mais se notabilizaram no cometimento das acções delituosas, ao atingir no total dos crimes registados, 50 por cento repartindo com a via publica que também registou 50 por cento de actos criminosos. Quinze cidadãos foram detidos, dos quais 14 homens e uma mulher, deste numero 14 são desempregados e um ao serviço eventual», revelou.

Para atingir os seus desígnios os meliantes recorreram aos métodos de subtracção fraudulenta, uso de catanas e arrombamentos de residências.

«As principais causas dos delitos são: desemprego, o elevado custo de vida, apetência pelo lucro fácil, o consumo excessivo de bebidas alcoólicas e liamba», revelou o porta-voz da corporação.

A Policia, sublinha o superintendente José Esteves, está atenta às manobras dos delinquentes e apela à participação das comunidades na denúncia dos malfeitores.

XS
SM
MD
LG