Links de Acesso

Angola: Calma regressa ao planalto após manifestações

  • António Capalandanda

Manifestação da UNITA em Luanda, 19 de Maio de 2012

Manifestação da UNITA em Luanda, 19 de Maio de 2012

Receios de guerra e violência em algumas cidadesxprovaram-se infundados

Calma regressa ao interior

O interior de Angola voltou à normalidade depois de instalado um clima de medo nas províncias do centro e sul onde corriam rumores do retorno à guerra civil.

As manifestações convocadas pela UNITA dia 19 de Maio, criaram o medo de nova guerra. Os órgãos de comunicação social estatais apelavam à população a não aderir às manifestações, acusando o maior partido na oposição de estar a se organizar para retomar a guerra civil.

No Huambo, Benguela e Bié, surgiram relatos de pessoas que abandonaram as cidades fugiram para exterior.

Devido às crescentes tensões em algumas comunidades, há relatos de que populares armazenaram alimentos e sal com medo do reinício do conflito.

As manifestações de sábado, envolvendo milhares de pessoas, decorreram de forma ordeira na região.

Alberto Ngalanela é secretário provincial da UNITA em Benguela qualificou as maniestações como "um aviso à navegação”.

“A UNITA não vai tolerar, a UNITA vai defender o povo contra todas as manobras que tendem a violar a lei e a deturpar o processo eleitoral.,” acrescentou

Na sua intervenção, o secretário da UNITA no Bié, Elioth Ekolelo disse que, a manifestação representa a expressão em força da vontade de um povo que luta pelos seus dias melhores enquanto que no Huambo Liberty Chiyaka representante de Isaias Samakuva na província angolana do Huambo, disse que “o tempo das fraudes acabou.”


Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG