Links de Acesso

Manifestação da UNITA em Luanda: Samakuva exige transparência eleitoral

  • Alexandre Neto

Manifestação da UNITA em Luanda, 19 de Maio de 2012

Manifestação da UNITA em Luanda, 19 de Maio de 2012

"O MPLA quer alterar a lei eleitoral, o que é reprovável", afirmou Samakuva.

UNITA exige transparência

O presidente da UNITA, Isaías Samakuva apelou os angolanos para que estejam atentos ao processo organizativo das próximas eleições que deverão ter lugar no próximo mês de Setembro.

Durante uma manifestação do principal partido da oposição em Luanda com a presença de milhares de apoiantes, o líder da UNITA repartiu a sua intervenção por dois temas: o social e as eleições.

Manifestação da UNITA em Luanda, 19 de Maio de 2012

Manifestação da UNITA em Luanda, 19 de Maio de 2012

A manifestação de hoje foi convocada pelo “galo negro” para clamar transparência no processo organizativo eleitoral, que tem sido marcado por inúmeras irregularidades segundo os partidos na oposição.

A meio desta semana o Tribunal Supremo deu razão à UNITA e ao PRS decidindo afastar Suzana Inglês da chefia da CNE-Comissão Eleitoral.

"O MPLA quer alterar a lei eleitoral, o que é reprovável", afirmou Samakuva na manifestação de Luanda.

Isaías Samakuva discursa durante manifestação da UNITA em Luanda, 19 de Maio de 2012

Isaías Samakuva discursa durante manifestação da UNITA em Luanda, 19 de Maio de 2012

Não houve entretanto incidentes de maior importância a registar, apesar de iniciativas concorrentes ocorridas no Catetão, ponto de concentração, quando militantes da OMA e da JMPLA passaram pelo local.

O comício de sábado na capital reuniu milhares de pessoas, principalmente jovens e pode ter deixado um sinal para perspectivar melhores reequilíbrios das peças no xadrez político em Angola.

Manifestação da UNITA em Luanda, 19 de Maio de 2012

Manifestação da UNITA em Luanda, 19 de Maio de 2012

Altos responsáveis do partido no poder encabeçados pelo segundo secretário de Luanda Jesuíno Silva, discretamente protegidos por agentes da polícia armados com metralhadoras, foram vistos a presenciar o movimento à porta do Comité Provincial.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG