Links de Acesso

Dirigentes africanos foram convidados mas crise na Europa deverá dominar

G-8 vão discutir fome em África

Os Estados Unidos vão ser palco de duas importantes cimeiras nos próximos dias. Os países membros da NATO reúnem-se em Chicago no Domingo e Segunda feira.

Antes disso as potências económicas do chamado G 8 reúnem-se em Camp David e o presidente Barack Obama convidou os líderes do Benin, Etiópia, Gana e Tanzânia para a cimeira em que se espera que o presidente americano anuncie um plano para melhorar o desenvolvimento agrícola no continente.

Analistas consideram que a decisão de convidar esses dirigentes se destina a sublinhar o empenho de Obama para com a segurança alimentar em África.

A administração Obama aprovou um plano de três anos de 3.500 milhões de dólares para a segurança alimentar e melhoria da agricultura.

Kristin Wedding do Projecto para a Segurança Alimentar Global do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais diz que o presidente Obama deverá pressionar os países do G 8 a contribuírem para o fundo .

“Há a necessidade de investimentos a longo prazo,” disse ela. “Em vez de se fornecer ajuda alimentar a curto prazo quando há crises de fome, o fundo tem como objectivo melhorar a segurança alimentar a longo prazo,” acrescentou

A questão da segurança alimentar em África deverá contudo ser ensombrada pela crise financeira na Europa e o facto da zona do Euro poder vir a ser ainda mais abalada pela crise política e económica na Grécia que poderá mesmo abandonar a zona do Euro.

Esta será também a primeira cimeira internacional em que vai participar o novo presidente da França François Hollande que durante a sua campanha eleitoral disse opor-se aos programas de austeridade da zona do Euro.

XS
SM
MD
LG