Links de Acesso

Malanje: Aumentam casos de casamentos precoces

  • Isaías Soares

Governador Boaventura Cardoso

Governador Boaventura Cardoso

O governador provincial de Malanje está preocupado com o crescente número de casos de casamentos precoces

Malanje: Aumentam casos de casamentos precoces

O governador provincial de Malanje está preocupado com o crescente número de casos de casamentos precoces registados no interior da sua área de jurisdição.

O governante discursando ontem na abertura do décimo quinto conselho nacional da família que encerra esta terça-feira, no Instituto Médio Agrário daquela província apontou a penúria alimentar e material como tormento dos lares nas localidades do interior.

“Acresce-se o desemprego que gera instabilidade nos lares. O Governo provincial de Malanje está preocupado com os inúmeros casos de casamentos precoces, particularmente no campo com a consequência nefasta de as jovens mães abandonarem definitivamente os seus estudos”, disse ele.

Boaventura da Silva Cardoso protestou também contra o uso do mbambu, produto químico letal, utilizado por diferentes grupos etno-linguístico em Malanje para justificar a morte de um parente próximo por prática de feitiçaria.

“Tudo se resume na tentativa de se encontrar explicações para a morte deste ou daquele membro da família. A morte mesmo a natural tem de ser sempre explicada, ao suspeito dá-se-lhe a beber uma mistela venenosa e o resultado está a se adivinhar o fatal”, lembrou o governador.

O quinto conselho nacional da família que decorre sob o lema “Família: O Lugar de manifestação do verdadeiro amor” esteve a abordar questões ligadas com a moralização da família e da sociedade, o papel da lei da violência doméstica na moralização da sociedade, o envolvimento da Polícia Nacional na moralização da sociedade em face de violência doméstica e a importância do género para o desenvolvimento sustentável.

A ministra da Família e Promoção da Mulher, Genoveva Lino, orientou os trabalhos do evento que contou com presença de membros do executivo, vice-governadores para o sector político e social, deputados, representantes de ONGs, igrejas, organizações femininas de partidos políticos, autoridades tradicionais, as directoras nacionais e provinciais do ministério da família e promoção da mulher.

XS
SM
MD
LG