Links de Acesso

Huíla: UNITA prepara-se para a manifestação de sábado

  • Teodoro Albano

Adalberto da Costa Junior, secretário do património da UNITA

Adalberto da Costa Junior, secretário do património da UNITA

A UNITA estima poder levar às ruas entre 70 a 80 mil pessoas.

Huíla: UNITA prepara manifestação

Na província angolana da Huíla, a UNITA está a mobilizar-se para levar às ruas no próximo sábado milhares de pessoas para se manifestarem em prol da paz, da democracia e contra aquilo que chama de péssimas condições sociais vigentes.

Na Huíla contando com as populações sobretudo militantes provenientes do interior da província a UNITA estima poder levar às ruas entre 70 a 80 mil pessoas.

O secretário nacional do património, do galo negro, Adalberto Costa Júnior, que segundo apurou a Voz da América deverá ser um dos rostos da UNITA na manifestação da Huíla, vê na iniciativa uma oportunidade de alertar o governo sobre o que chama de crise profunda: “Nós estamos a viver uma crise social económica muito profunda que a manifestação também pode ajudar a alertar para um tratamento mais respeitoso em direcção ao cidadão, a podermos dedicarmos com maior pudor o desaparecimento da pobreza, a deixarmos alguns desempenhos públicos de manifestação de riqueza que até é escandalosa e que como consequência um país sem bons hospitais um país sem boas escolas um país sem emprego…tudo isto nos mobilizar a podermos intervir publicamente”.

Os exemplos das últimas manifestações contra o regime no poder terminaram mal, por alegada infiltração de elementos propositadamente enviados para criar instabilidade, Adalberto Costa Júnior, acredita num cenário diferente sábado próximo: “ A UNITA não pode temer o uso de um direito constitucional eu penso que o MPLA também não deve temer. Eu não penso que seja positivo um partido com os anos de criação e de governação que o MPLA tem criar direitos constitucionais que ele mesmo também aprova para depois os violar permanentemente, pelo que, nós pensamos que estamos apenas e só a fazer o apelo a um direito constitucional”.

A Voz da América apurou que para cada região do país a UNITA irá destacar um responsável da estrutura central do partido para fazer o acompanhamento das manifestações.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG