Links de Acesso

Nigéria vai enviar tropas para a Guiné-Bissau


Soldados nigerianos

Soldados nigerianos

CEDAO diz que tropas vão assegurar reforma do sector de defesa e período de transição de um ano

A Nigéria vai enviar tropas para a Guiné-Bissau, anunciou em Abuja o ministro da defesa da Nigéria Bello Haliru Mohammed. O anúncio foi feito no início de uma reunião de dirigentes militares da Comunidade Económica de Desenvolvimento da África Ocidental, CEDAO.

O ministro da defesa nigeriano disse que as forças nigerianas estarão prontas para serem enviadas para a Guiné-Bissau até ao próximo dia 18.

Mohammed não deu pormenores quanto ao tamanho da força nigeriana mas disse que ela vai complementar uma força da CEDAO composta por um batalhão ou seja cerca de 500 ou 600 soldados. O ministro nigeriano disse que o tamanho da força nigeriana dependeria das necessidades e pedido da CEDAO.

Notícias provenientes de Abuja disseram que o Burkina Faso será provavelmente o pais a contribuir forças para esse batalhão. Aliás na reunião de Segunda-feira em Abuja, estiveram presentes responsáveis das polícias e das forças de segurança do Burkina Faso e da Nigéria.

Um porta voz da CEDAO disse que a missão das tropas a serem enviadas para a Nigéria é substituir as forças angolanas ali estacionadas no programa de ajuda técnica para a reforma do sector de defesa e segurança e também o de garantir um período de transição de um ano.

“Agora tendo em conta os últimos desenvolvimentos vamos fornecer esse apoio e também assegurar a eficiência do estado no processo que vai liderar até às eleições dentro do entendimento alcançado de um roteiro de um ano,” disse o porta voz da CEDAO Sonny Ugoh

XS
SM
MD
LG