Links de Acesso

Falta de medicamentos em Moçambique

  • Simião Pongoane

Falta de medicamentos em Moçambique

Falta de medicamentos em Moçambique

Mau antedimento nos hospitais aumenta insatisfação

Os hospitais estatais moçambicanos registam actualmente uma falta de medicamentos, ao mesmo tempo que aumentam as queixas sobre a fraca prestação de serviços nesses hospitais.

A percepção no sei do publico é que a situação se agravou com o afastamento do antigo ministro da saúde Ivo Garrido em Fevereiro último numa remodelação que levou para o cargo Alexandre Manguel.

Ivo Garrido era um ministro popular - apelidado de "ministro do povo" - devido á forma como exigia a melhoria dos serviços e atendimento ao público.

O ministro alienou contudo a classe médica e os doadores internacionais que pressionaram para a sua demissão.

Após o seu afastamento o sector da saíde deteriorou considerávelmente agravando-se a falta de medicamentos.

O governo afirma que a falta de medicametnos se deve ao corte de ajuda e suspensao de programas de cooperação devido ao descontentamento que existia entre os doadores com Ivo Garrido.

O processo de importação de medicamentos leva pelo menos seis meses para chegar a Moçambique.

Actualmente há falta de medicamentos essenciais e mesmo de reagentes para as análises clínicas.


Ouça a reportagem do Simião Pongoane

XS
SM
MD
LG