Links de Acesso

Moçambique pede apoio da população no combate à crise

  • William Mapote

Moçambique pede apoio da população no combate à crise

Moçambique pede apoio da população no combate à crise

Ultrapssar a crise só possivel com aumento da população e dos investidores - ministro da planificação

Com o impacto da crise financeira mundial e da subida dos preços dos alimentos a fazer-se sentir em Moçambique, uma destacada entidade do governo apelou ao apoio da população em acções para se ultrapassar a crise.

O apelo surge numa altura em que o governo se prepara para estabelecer subsidos de uma "cesta" de produtos básicos, uma acção que foi recntemente criticada por um economista local como impraticavel.

O Ministro da Planificação e Desenvolvimento, Aiuda Cuereneia, apelou ao envolvimento de todos os moçambicanos em acções proactivas por forma a contribuir para que o país consiga ultrapassar as dificuldades impostas pelas crises financeira, a alta dos preços dos combustíveis e dos alimentos, cujo impacto se prevê cada vez mais difícil.

Segundo Cuereneia, que falava no decurso do Conselho Coordenador do seu ministério, o governo vai fazer tudo o que estiver ao seu alcance, para acabar com a pobreza, contudo, este esforço só será alcançado com o envolvimento de toda a sociedade e dos investidores privados e estrangeiros.

Como resultado do impacto da volatilidade do preço dos combustíveis e o respectivo impacto nas contas públicas nacionais, o governo submeteu ao parlamento, um orçamento rectificativo, com cerca de nove milhões de dólares acima do que estava previsto, como forma de assegurar osobjectivos macro-económicos e a implementação dos programas de mitigação do impacto do custo de vida na populações mais vulnerável.

As acções prescritas para este ano, considerado de crítico para os desafios nacionais, serão acompanhadas por uma série de iniciativas visando consolidar a planificação e monitoria.

XS
SM
MD
LG