Links de Acesso

Al-Qaida confirma a morte de Bin Laden


bin-laden

bin-laden

O líder terrorista preparava novos atentados contra os Estados Unidos, este ano, por ocasião do 11 de Setembro

A Organização terrorista al-Qaida confimou hoje e pela primeira vez a morte de Ossama Bin Laden, e prometeu vingança.

Numa declaração datada de 3 de Maio e publicada nas páginas de Internet de organizações islamistas e analisada por serviços especializados americanos, a rede terrorista internacional confirma a morte do seu líder.

Os seguidores de Bin Laden anunciaram que irão divulgar proximamente uma gravação sonora do seu líder realizada uma semana antes do seu assassinato.

A rede terrorista prometeu por outro lado em prosseguir a “guerra santa” e de continuar os ataques contra os Estados Unidos.

As autoridades americanas informaram que documentos recuperados no esconderijo de Bin Laden mostram que a al-Qaida tinha planos para levar a cabo novos ataques terroristas por ocasião do décimo aniversário dos atentados de 11 de Setembro de 2001.

Enquanto isso, o Departamento da Segurança Interna indicou que a al-Qaida previa ataques contra comboios e locais de interesse não especificados, com base nos documentos recuperados durante o assalto de comandos americanos.

Vista exterior da casa onde andava escondido o líder da al-Qaida durante seis anos

Vista exterior da casa onde andava escondido o líder da al-Qaida durante seis anos

A análise preliminar desses documentos recuperados de cinco computadores, dez discos duros e 100 outros dispositivos como compacto discos, dvd e flash drives, indica que Ossama Bin Laden estava em activo, e chegava mesmo a propor alvos a serem atacados, assim como transmitia as suas ideias a outros altos membros de sua organização.

Segundo os documentos ainda em análise dos serviços de segurança, a al-Qaida tinha planos para atacar um comboio no dia do décimo aniversário dos atentados de 11 de Setembro.

A organização terrorista tinha dado início as discussões dos planos em Agosto do ano passado e a ideia era fazer descarrilar um comboio de forma que o mesmo caísse num vale ou numa ponte, adianta a Homeland Security.

Os serviços de segurança americanos ignoram no entanto se esses planos continuam em preparação ou se foram abandonados. Segundo o Departamento de Segurança Interna e a Agencia de Segurança dos Transportes não existe até ao momento ameaça iminente sobre os transportes ferroviários americanos, isto apesar de ter sido reforçada a segurança no sector dos transportes.

Entretanto uma outra notícia dá conta que agentes secretos americanos vigiavam há vários meses a o refúgio de Bin Laden a partir de uma residência em Abbottabad.

A CIA dispunha de uma casa nas proximidades do complexo onde se estava refugiado o líder da al-Qaida. O jornal The Washington Post indica que a casa alugada pela Agencia Central de Inteligência servia como base de operações para a recolha de informações junto dos informadores paquistaneses. Ela servia igualmente para vigiar o dia-a-dia e as características daqueles que viviam com Bin Laden.

A CIA chegou a pedir ao Congresso autorização para usar vários milhões de dólares destinados a financiar acções de camuflagem e de infiltração através de outras agências americanas.

Os agentes da CIA fizeram o uso de todos os meios, a contar de imagens satélites e de gravação de vozes no interior da casa onde vivia o líder da al-Qaida.

XS
SM
MD
LG