Links de Acesso

Guiné-Bissau: Jornalistas "estão a ser perseguidos" - sindicato


Estamos armados com uma caneta poderosa - dístico de jornalistas a assinalarem o Dia Mundial de Liberdade de Imprensa

Estamos armados com uma caneta poderosa - dístico de jornalistas a assinalarem o Dia Mundial de Liberdade de Imprensa

Comando militar nega responsabilidade

Jornalistas perseguidos

Na Guiné-Bissau jornalistas estão a ser perseguidos no desempenho das suas funções, denunciou o presidente do Sindicato Nacional de Jornalistas e Técnicos da Comunicação Social, Mamadu Cande.

Falando por ocasião do Dia Mundial da Liberdade de imprensa Cande disse que o comando militar que assumiu o poder na no país a 12 de Abril disse que “isso está fora do seu controle”.

“Penso que é preciso responsabilizar pessoas e o comando militar pela segurança da vida dos jornalistas,” acrescentou.

O dirigente sindicalista disse que depois do golpe de estado se tinha também registado grande censura por parte dos militares.

Ouça a reportagem do Lassana Cassamá com declarações do dirigente do sindicato dos jornalistas em que este também se referiu á falta de condições materiais para o exercício das suas funções

XS
SM
MD
LG