Links de Acesso

Moçambique e Portugal estudam cooperação energética

  • Simião Pongoane

Secretário de estado português está no Maputo

Portugal e Moçambique buscam cooperação

Poucas semanas depois de ter assumido o controlo total da barragem de Cahora Bassa, Moçambique está de novo em conversações com Portugal sobre possíveis parcerias no sector de energia.

Os responsáveis pela energia nos governos de Lisboa e de Maputo apelaram à constituição de parcerias para o investimento entre empresas dos dois países.

Falando em Maputo na abertura do seminário "Moçambique, Portugal parceiros para a energia", o secretário de Estado português, Artur Trindade, defendeu que devem ser fomentadas "parcerias para o crescimento em vez de projectos unilaterais".

O secretário de Estado da Energia referiu que "a evolução positiva", que resultou da venda, em Abril, da totalidade das acções que Portugal detinha na Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB), "abriu portas importantes para parcerias estratégicas e para uma cooperação mais estreita entre os dois países" no sector da energia.

O enviado português não trouxe consigo propostas de fundos para investimentos mas a cooperação com Portugal neste sector é vista positivamente com Moçambique tendo em conta projectos em carteira do estado moçambicano.

O ministro moçambicano da Energia, Salvador Namburete, referiu as possibilidades de cooperação entre os dois países: "Moçambique e Portugal têm experiência de relevo no domínio das energia, a qual constitui uma base sólida com ganhos mútuos", disse o governante de Maputo.

XS
SM
MD
LG