Links de Acesso

Nigéria: Depois da onda de violência, Kaduna e Bauchi elegem os governos estaduais


Nigéria: Depois da onda de violência, Kaduna e Bauchi elegem os governos estaduais

Nigéria: Depois da onda de violência, Kaduna e Bauchi elegem os governos estaduais

Votação iniciou hoje com fortes dispositivos de segurança depois do adiamento e com menos afluencia

Na Nigéria teve lugar hoje a votação estadual em dois Estados do norte onde tinha sido suspensa a eleição por causa da violência.

Nas eleições deste mês na Nigéria, o partido no poder conseguiu reeleger o seu candidato à presidência, mas acabou por perder o controlo de governos em vários Estados.

Forças de segurança foram chamadas para garantir o bom desenrolar do processo de votação hoje nos Estados de Kaduna e Bauchi. Agentes de ordem acompanharam os funcionários eleitorais como forma de os proteger contra actos de violência.

Em Kaduna e Bauchi as eleições foram suspensas depois dos apoiantes do derrotado candidato presidencial o General Muhammadu Buhari terem-se lançado em actos de violência e confrontado com a polícia anti-motim, em contestação da reeleição do presidente Goodluck Jonathan.

As organizações dos direitos humanos na Nigéria indicaram que pelo menos 500 pessoas foram mortas pela violência pós-eleitoral na região norte do país. A residência do Vice-presidente Namadi Sambo no Estado de Kaduna foi incendiada pelos revoltosos.

Observadores disseram que a afluência as urnas nas primeiras horas de hoje em Kaduna e Bauchi foi menor em relação ao dia da votação presidencial. Alguns apoiantes do General Buhari destruíram os seus cartões eleitorais depois dele ter qualificado as eleições de uma fraude.

Buhari considerou as acções dos seus apoiantes como um erro e os apelou a votarem afirmando ser a única oportunidade que tinham e segundo as suas próprias palavras para “desgraçar os opressores que roubaram-lhes os votos”.

O Partido Democrático do Povo do reeleito presidente Goodluck Jonathan controla ainda o governo Estadual de Kaduna e Bauchi mas está a enfrentar uma forte oposição de candidatos do Congresso para a Mudança Progressiva, partido do General Buhari. Os partidários de Buaghi estão a contestar os resultados eleitorais da última Terça-feira em vários Estados que determinaram a escolha dos governadores estaduais.

O mesmo partido ganhou as eleições na cidade de Lagos, e parece estar em vias de substituir os governos dos Estados de Ogun e Oyo, confirmando assim o controlo pela oposição dos seis Estados do Sul da Nigéria.

O partido no poder, reteve entretanto, o controlo do Estado do Delta do Níger rico em petróleo assim como ganhou o governo do Estado de Kano, o mais populoso de todo o país.

XS
SM
MD
LG