Links de Acesso

Angola: Campanha contra a pólio com três dias de vacinação

  • Faustino Diogo
  • Isaías Soares

Angola: Campanha contra a pólio com três dias de vacinação

Angola: Campanha contra a pólio com três dias de vacinação

Depois dos níveis de imunização alcançados na primeira fase da campanha as autoridades sanitárias prometem mais eficiência

Angola, Namíbia, Zâmbia, Congo Democrático e Congo Brazaville realizam a partir de amanhã a segunda fase de vacinação para erradicação da poliomielite na região.

A campanha que vai durar três dias enquadra-se no programa de erradicação da doença até Junho deste ano.

De acordo com a Unicef este ano foram detectados 39 casos de poliovirus selvagem nesta sub-região, sendo 36 na República do Congo, dois em Angola e um no Congo Brazaville.

Na primeira fase que decorreu em Março 7% das crianças ficaram sem ser imunizadas em Angola ficando acima da meta de 5% recomendada pela OMS.

Namibe (17%), Moxico (13%), Huambo (12%), Kwanza Sul (11%), Luanda (11%) e Malange (8%) são às províncias com maior índice de crianças não vacinadas no país

O representante do Unicef em Angola, Koenraad Vanormelingen entende que é preciso tornar as campanhas mais eficientes.

Província de Malanje

A campanha vai imunizar mais de 200 mil crianças nos 14 municípios da província, apesar das chuvas e do difícil acesso as populações do interior da província.

Duzentas e vinte mil doses de vacina foram enviadas para a regiao, segundo confirmou a supervisora do Programa Alargado de Vacinação, Lúcia Chilombo.

Foram criadas 591 equipas de vacinação destribuídas por postos fixos e móveis.

Na primeira fase da vacinação foram imunizadas mais de 170 mil crianças.

Província do Kwanza-Sul

As autoridades sanitárias da província do Kwanza-Sul estão a pedir a colaboração dos pais e encarregados de educação para o êxito da luta vacinação contra a poliomielite.

A campanha que teve início hoje pretende imunizar mais de trezentas mil crianças dos zero aos cinco anos de idade nos 12 municípios que compõem a província.

Durante 3 dias as autoridades sanitárias do Kwanza-Sul vão se desdobrar em várias circunscrições com ajuda de parceiros e colaboradores até à zonas mais recônditas pese embora as vias de acesso mais concretamente as secundárias e terciárias se apresentarem em estado lastimável.

Mesmo assim o desafio foi assumido pelo Supervisor Provincial do Programa Alargado de Vacinação, Israel Mussili adjectivando êxitos nas jornadas.

Israel Mussili apela no entanto aos pais e encarregados dos petizes no sentido de levarem-nos aos postos de vacinação instalados em locais públicos bem identificados em toda província.

«Devo apelar que esta estratégia de iniciar quinta-feira ao sábado portanto é um pouco complicado por isso quero apelar aos responsáveis ou mães das crianças ou então aos pais, para que na quinta-feira, sexta e sábado estejam atentos às equipas de vacinação. Só podem ir à lavra depois de ter a certeza de que todas crianças de casa foram vacinadas».

Estima-se que mais de trezentas mil crianças serão imunizadas contra a doença na província de Kwanza-Sul.

XS
SM
MD
LG