Links de Acesso

JURA condena censura a Kamalata Numa

  • Agostinho Gayeta

UNITA Flag

UNITA Flag

Rsultados do inquério são "parciais"

Para a Juventude Revolucionária da UNITA os resultados do inquérito feito pela Comissão de Mandatos, Ética e Decoro Parlamentar da Assembleia Nacional são parciais e atentam contra os princípios que norteiam um estado democrático e de direito.

O Secretário Geral da JURA, Nfuka Muzemba entende que a sanção disciplinar aplicada ao secretário geral e deputado da UNITA, Abílio Kamalata Numa pela 8ª Comissão da Assembleia Nacional, liderada por Almerindo Jaka Jamba igualmente deputado pela bancada da UNITA, é um acto que revela a desorientação do regime que combate contra os defensores dos pobres.

A Unita é minoritária nessa comissão e a censura foi aprovada com o voto contra de Jaka Jamba

A JURA lembrou por outro lado que a Assembleia Nacional não terá se pronunciado sobre as declarações condenadas pela sociedade, feitas recentemente por altas figurados do MPLA em vésperas da manifestação pública do 7 de Março.

A Juventude da UNITA denunciou ainda algumas ameaças e perseguições supostamente protagonizadas pelo regime do MPLA contra os militantes do Galo Negro e promete as intensificar acções de forma acertada para se defender, como fez saber Nfuka Muzemba.

O Secretário geral da JURA Juventude da UNITA falava nesta Quarta-feira em Luanda, em conferencia de imprensa, sobre a situação política do país.

Ouça a reportagem do Agostinho Gayeta

XS
SM
MD
LG