Links de Acesso

Angola: Criadores de gado expandem actividades

  • Teodoro Albano

Gado angolano nos Gambos, Huíla

Gado angolano nos Gambos, Huíla

Expansão poderá reduzir importações de carne

A cooperativa dos criadores de gado do sul de Angola acaba de ser alargada para as províncias de Benguela e Kwanza-Sul.

Confinada antes e só pelas províncias do Sul a saber, Huíla, Cunene e Namibe a agremiação integra agora as regiões do centro e sul, passando-se a designar Cooperativa dos Criadores de Gado do Centro e Sul de Angola.

A decisão foi tomada em assembleia-geral realizada no Lubango.

O empresário de Benguela, Adérito Areias, vê benefícios no alargamento da cooperativa.

“ Todos juntos podemos fazer uma força grande para dinamizar e a aumentar o nosso rebanho de maneira a tentarmos o mais rápido possível diminuir as importações de carne no nosso país que é um gasto a nosso ver desnecessáriom,” disse.

O executivo angolano tem abordado com alguma frequência a necessidade da diversificação da produção nacional. A pecuária é um sector a ter em conta neste desafio, mas que precisa de ver melhorado aspectos infra-estruturais e profissionalização de algumas áreas do conhecimento defende, o general e associado da cooperativa, Francisco Pereira Furtado.

“ A nossa luta nesse momento é criar condições para melhorar as infra-estruturas e profissionalizar mais as áreas de conhecimentos para que a nossa região não só o sul como as outras regiões no ponto de vista da criação no sector agro-pecuário tenha outra dinâmica e outra dimensão para corresponder os projectos e perspectivas que o executivo tem,” disse.

Para o deputado, Ramos da Cruz, a redução da carne importada passa ainda por um trabalho interno de organização institucional, empresarial e bancário para de seguida se proceder o salto desejado.

“ O sul de Angola tem zonas privilegiadas para a criação do gado o centro do país também o norte começa a ter uma grande perspectiva, alguns problemas ainda principalmente com a organização mas acho que vamos no bom caminho, se calhar dentro de 4 a 5 anos vamos reduzir em 30 por cento a importação de gado e de carne,” acrescentou.

Na assembleia-geral foram renovados os órgãos sociais e o empresário Luís Nunes acabou reeleito para um mandato de mais três anos.


XS
SM
MD
LG