Links de Acesso

São Tomé vai ter zona de ancoragem de navios no alto mar

  • Óscar Medeiros

Se tudo correr como previsto, dentro de seis meses o governo santomense e a empresa taiwanesa Bluesky &TMT irão assinar o contrato definitivo para a criação de uma zona de ancoragem de navios de grande porte, para operações de venda e transbordo de mercadorias no mar de S. Tomé, um primeiro passo para a transformação do país numa zona de prestação de serviços.

São Tomé e Príncipe vai ter uma zona de ancoragem de navios no alto mar que funcionará como um porto flutuante.

O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro, Patrice Trovoada, a bordo de um dos navios que deverá fazer parte desta plataforma de distribuição de mercadorias.

Se tudo correr como previsto, dentro de seis meses o governo santomense e a empresa taiwanesa Bluesky &TMT irão assinar o contrato definitivo para a criação de uma zona de ancoragem de navios de grande porte, para operações de venda e transbordo de mercadorias no mar de S. Tomé, um primeiro passo para a transformação do país numa zona de prestação de serviços.

As partes já concordaram que a zona de ancoragem dos navios gigantes da Bluesky & TMT deverá situar-se ao largo do distrito de Cantagalo no sul da ilha de S.Tomé.

XS
SM
MD
LG