Links de Acesso

Casas de 30 famílias demolidas no Uíge


Demolições, como a aqui representada em Luanda, são há anos assunto polémico em Angola (foto de arquivo)

Demolições, como a aqui representada em Luanda, são há anos assunto polémico em Angola (foto de arquivo)

Governo diz que proprietários tinham recebido terrenos e materiais para construirem casa noutro local, mas venderam-nos.

As casas de mais de trinta familias que viviam numa zona adjacente ao aeroporto do Uíge foram destruídas pelas autoridades locais.

A acção mereceu a condenação dos afectados mas as autoridades disseram que o governo tinha dado terrenos e material para a construção de casas noutro local mas que os residentes venderam o material permanecendo nas suas casas.

As residências estão ser demolidas em consequência da reabilitação e ampliamento do aeródromo do Uíge e a construção de infra-estruturas aero-portuairias no local.

O vice governador para a area técnica e infra-estruturas, Afonso Luviluco, esteve de visita aquele perimetro e afirmou de que as demoliçoes vao proceguir, alegando terem sido ja entregue terrenos e materias de construçao.

Muitas das casas, disse ele, não são habitadas pelos seus proprietários que se mudaram alugando as casas ilegais.

Um dos residentes contudo disse à Voz da America que tinha "sofrido muito" para construir a sua habitação agora demolida. "O governo não o direito de destruir as nossas casas," disse.

Ouça a reportagem da VOA, clicalno na barra zaul

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG