Links de Acesso

Moçambique: ameaça de greve na empresa de areias pesadas de Moma

  • Faizal Ibramugy

Moçambique: ameaça de greve na empresa de areias pesadas de Moma

Moçambique: ameaça de greve na empresa de areias pesadas de Moma

Mais de 600 trabalhadores da empresa KENMARE, Projecto das Areias Pesadas de Moma, no norte de Moçambique, amaçam paralisar as actividades normais da empresa a partir da próxima segunda-feira, altura em que poderão observar uma greve geral por tempo indeterminado.

Mais de 600 trabalhadores da empresa KENMARE, Projecto das Areias Pesadas de Moma, no norte de Moçambique, amaçam paralisar as actividades normais da empresa a partir da próxima segunda-feira, altura em que poderão observar uma greve geral por tempo indeterminado.

De acordo com uma carta em poder da nossa reportagem, aquele grupo de trabalhadores, descrevem um total de 17 razoes, todas relacionadas com o incumprimento da Lei de Trabalho em vigor no país, para além de outras acções, que no entender dos trabalhadores criam condições para o racismo.

O Projecto das Areias Pesadas de Moma, começou a laborar há quatro anos atrás e da lá para cá, segundo os trabalhadores, não existe uma tabela clara de pagamento de salários e associado a isso, está a falta de pagamentos de horas de plantão e extras, a falta de gozo de férias disciplinares, bem como a ausência de um regulamento interno na empresa.

Os trabalhadores que conversaram com a nossa reportagem, explicaram que nos princípios de ano em curso, numa reunião com a entidade patronal, fizeram aflorar as suas preocupações. Em resposta, foi produzida uma acta, onde a empresa se comprometia em resolver os problemas até 31 de Março de 2011.

Fim de Março de 2011, nada ficou resolvido. Novamente, os trabalhadores, por meio do comité sindical local, emitiram um outro documento, onde questionam sobre o incumprimento das promessas.

Entretanto, o Secretário do Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Indústria de Construção Civil, Madeiras e Minas, Ali Essimela, a propósito da pretensão dos trabalhadores da Kenmare, disse que a situação de violação da lei do trabalho, naquela empresa, se vem arrastando desde a sua instalação. Mas acrescentou haver sempre a possibilidade de se chegar a um acordo, deste que antes da data da greve, a empresa se pronuncie.

Não conseguimos ouvir a Direcção da empresa Kenmar, mas prometemos seguir o assunto.

XS
SM
MD
LG