Links de Acesso

França: Sarkozy em risco de perder as eleições


Presidente Nicolas Sarkozy procura ser reeleito para o seu segundo e último mandato

Presidente Nicolas Sarkozy procura ser reeleito para o seu segundo e último mandato

Os franceses vão domingo às urnas para votarem na primeira volta das eleições presidenciais, onde os dois principais candidatos são o actual presidente Nicolas Sarkozy e o socialista François Hollande.

Os franceses vão domingo às urnas para votarem na primeira volta das eleições presidenciais, onde os dois principais candidatos são o actual presidente Nicolas Sarkozy e o socialista François Hollande.

Nicolas Sarkozy candidata-se a um segundo mandato presidencial e muitos analistas pensam que ele enfrenta uma dura tarefa.

Após cinco anos em funções, o presidente Sarkozy é visto por muitos cidadãos franceses como não tendo cumprido as suas promessas de reduzir os gastos do governo, aumentar salários e criar mais postos de trabalho.

As últimas estatísticas indicam que mais de 20 por cento dos jovens franceses estão desempregados – mais do dobro do que o nível geral de desemprego.

O principal adversário de Sarkozy é o candidato do Partido Socialista, François Hollande, que nunca deteve um cargo governamental. Formado na prestigiosa Escola Nacional da Administração (ENA), Hollande é deputado à Assembleia Nacional desde os finais dos anos 80.

Dominique Moisi, do Instituto Francês para os Assuntos Internacionais, em Paris, traça o seguinte perfil de Hollande:

“Ele foi secretário-geral do Partido Socialista durante um longo período de tempo. É uma pessoa discreta, um homem que diz: devem votar em mim porque sou uma pessoa normal. Mas em resultado, os franceses podem não apenas achá-lo normal, mas também ligeiramente banal. Ele não é carismático – é o mínimo que se pode dizer. Mas é sensato, sério e na realidade amigável.”

A plataforma política de Hollande inclui o aumento de impostos para os muito ricos, o congelamento dos preços dos combustíveis, o aumento dos pagamentos da segurança social e a contratação de 60 mil novos professores.

A ex-companheira de Hollande e mãe dos seus quatro filhos, Segolene Royal, foi a candidata presidencial socialista em 2007, perdendo para Sarkozy. Segolene endossou Hollande.

Há oito candidatos às presidenciais francesas, incluindo Marine Le Pen, da extrema-direita, Jean-Luc Mélenchon, da extrema-esquerda, e o centrista François Bayrou.

Não se espera que nenhum dos candidatos consiga alcançar os 50 por cento de votos, mais um, necessários para ganharem à primeira volta no próximo domingo. Isto significa que os dois candidatos mais votados terão de se confrontar numa segunda volta no dia 6 de Maio.

Sondagens da opinião pública indicam que Sarkozy e Hollande deverão disputar a segunda volta. E se as sondagens estiverem correctas, François Hollande será o próximo presidente da França.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG