Links de Acesso

Moçambique: Armando Guebuza denuncia a dependência

  • Faizal Ibramugy

Presidente de Moçambique, Armando Guebuza durante um comício (Arquivo)

Presidente de Moçambique, Armando Guebuza durante um comício (Arquivo)

Presidente moçambicano afirma haver "grupos de pessoas e países do ocidente" que obrigam o seu país ao estado de dependência

O Presidente da República de Moçambique, Armando Guebuza, acusou grupos de indivíduos e governos do ocidente de estar a imporem ao país uma total dependência externa, sublinhando que esses grupos não querem que os moçambicanos tenham auto-estima.

O estadista moçambicano fez esta acusação neste Domingo em Nampula na abertura da V Assembleia Geral Ordinária do Conselho Nacional da Juventude (CNJ), juntado pouco mais de trezentos jovens.

“O ocidente continua ainda a acreditar que as coisas só existem boas quando há um estrangeiro a fazer para nós” disse, tendo acrescentado que “é por isso que quando se fala de África fala-se pela negativa”.

Armando Guebuza disse que Moçambique tem capacidade para se declarar um país que pode produzir riqueza e a acabar com a pobreza. “ Temos consciência que temos muitos problemas, mas esses problemas somos nós próprios que vamos resolver. Somos um povo com uma história heróica e que alcança aquilo que decide fazer “.

Nessa perspectiva notou Guebuza que a complexidade e a transversalidade dos problemas que afectam a juventude moçambicana, aconselha-se a manter e a aprimorar o diálogo entre o Governo e os jovens, a todos os níveis. Aliás disse o estadista que foi pensando nisso que recentemente ficou constituído um Comité Intersectorial de Apoio ao Desenvolvimento de Adolescentes e Jovens, um órgão

de consulta do Conselho de Ministros em matérias relativas à monitoria e avaliação das políticas de desenvolvimento de adolescentes e jovens.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG