Links de Acesso

Moçambique, Botswana e Zimbabué querem melhorar transportes regionais

  • William Mapote

Moçambique, Botswana e Zimbabué querem melhorar transportes regionais

Moçambique, Botswana e Zimbabué querem melhorar transportes regionais

Os governos de Moçambique, Botswana e Zimbabwe concluíram hoje um acordo para a construção de um porto de águas profundas e de uma via-férrea ligando os três países para facilitar o comércio inter-regional

Os governos de Moçambique, Botswana e Zimbabwe concluíram hoje um acordo para a construção de um porto de águas profundas e de uma via-férrea ligando os três países para facilitar o comércio inter-regional.

O porto será construído na região de Techobanine, na zona fronteiriça entre a província de Maputo e a República da África do sul, onde se iniciará a via-férrea, cuja extensão é de aproximadamente 1100 quilómetros, até o Botswana.

O projecto está avaliado em sete mil milhões de dólares e pretende-se que esteja concluído num período mínimo de dez anos, tornando-se uma alternativa adicional para o transporte de mercadorias, nomeadamente, produtos minerais, combustíveis e alimentos para a região.

O ministro dos transportes e comunicações de Moçambique, Paulo Zucula, que juntamente com os seus homólogos do Zimbabwe e do Botswana, respectivamente, Nicholas Goche e Frank Ramsdeim, rubricaram o memorando, explicou que o projecto será a espinha dorsal para o desenvolvimento do comércio entre os três países, em particular, e para a região da SADC, em geral, dentro do protocolo regional de comércio livre.

Segundo Zucula, o projecto marca um ponto de viragem histórica na região, que é a procura de vias de transporte alternativas e complementares as existentes na região da SADC e vai atenuar o défice de infra-estruturas de transporte na região.

Sem avançar detalhes, o ministro moçambicano garantiu que já existem investidores privados interessados com os quais serão em breve finalizados os detalhes operacionais esperando-se que dentro do próximo ano as obras se iniciem.

Os ministros do Zimbabwe e do Botswana manifestaram o seu inteiro compromisso com o projecto e mostraram-se esperançosos no breve arranque das obras para que os três países possam beneficiar das respectivas vantagens.

XS
SM
MD
LG