Links de Acesso

Moçambique tem que reduzir pobreza - FMI


Moçambique tem que reduzir pobreza - FMI

Moçambique tem que reduzir pobreza - FMI

Crescimento económico deverá aumentar mas FMI afirma que é preciso continuar "empenho" no combate à pobreza.

O Fundo Monetário Internacional disse que o governo moçambicano tem que acelerar a redução da pobreza, apoiando a criação de indústrias de “trabalho intensivo”.

A organização deu ainda o seu apoio á criação de “sistemas de protecção social” que sejam fiscalmente sustentáveis.

Uma delegação do FMI visitou Moçambique de 23 de Março a sete de Abril para efectuar consultas sobre o chamado Instrumento de Apoio Político a Moçambique, um programa de apoio da organização ao governo moçambicano.

Num comunicado o chefe da missão do FMI Johannes Mueller disse que apesar do alto crescimento económico registado em Moçambique nas duas ultimas décadas a pobreza “não caiu tão rapidamente como em outros países da África subsaariana”.

Mueller disse que a FMI espera que o novo programa do governo de redução da pobreza a ser em breve submetido ao conselho de ministros sirva para “demonstrar o empenho do governo num crescimento mais inclusivo com o objectivo de gerar oportunidades de emprego e aceleramento da redução da pobreza”.

Isto, acrescentou, “ vai requerer políticas e reformas para se aumentar a produção e a produtividade em indústrias de trabalho intensivo, particularmente na agricultura”.

Na sua declaração, o chefe da delegação do FMI disse que o crescimento económico deverá acelerar este anos dos 6,5 por cento registados o ano passado. O representante do FMI no Maputo Victor Lello esclareceu numa conferência de imprensa que o crescimento deverá ser de entre 7 e sete e meio por cento este ano.

A delegação do FMI que visitou Moçambique considerou que embora s mega projectos em Moçambique tenham servido para reduzir os efeitos dos aumentos dos preços de combustíveis e alimentos e contribuir para reservas cambiais confortáveis, esses aumentos têm impedido um declínio da inflação e constituído “ um peso considerável nos sectores mais vulneráveis da população”.

A organização considera que “sistemas de protecção social mais amplos e mais direccionados fiscalmente sustentáveis poderão também ajudar a suster o desenvolvimento económico”.

Uma delegação do FMI deverá voltar a visitar Moçambique em Junho

XS
SM
MD
LG