Links de Acesso

Malanje vai ter mais aviários

  • Isaías Soares

Director Provincial da Agricultura de Malanje, Eng. João António Manuel

Director Provincial da Agricultura de Malanje, Eng. João António Manuel

146 aviários vão entrar em funcionamento na província de Malanje no próximo ano com o objectivo de reduzir a importação de frangos e de ovos.

146 aviários vão entrar em funcionamento na província de Malanje no próximo ano com o objectivo de reduzir a importação de frangos e de ovos.

O projecto integrado de avicultura familiar orientada para o mercado, segundo o director provincial da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas de Malanje, João António Manuel está implantado nos municípios de Cacuso, nas comunas de Quizenga, Suqueco e Matete, Lombe e Calandula, comuna do Cota.

As incubadoras e os complexos de reprodução estão a ser instaladas nas imediações de Cambunze, município de Cacuso.

Mais de cinco mil pintos e ovos serão armazenados quando arrancar o programa que conta com a construção de uma nave incubadora.

“A incubadora vai ser o núcleo principal do projecto e prevê também a construção de mais nove naves de criação, reprodução e 18 naves ainda de crescimento, quer dizer, os ovos entram na incubadora depois os pintos vão para as naves de reprodução e criação”, esclareceu João Manuel.

“Depois que os pintos atinjam uma certa idade vão para as naves de crescimento, depois de algum tempo são levadas as naves de criação como tal, que são 120 naves de criação”, sublinhou.

O director da Agricultura confirmou que Malanje contará igualmente com 18 naves para primeira etapa de crescimento dos pintos, nove receptoras para as primeiras aves antes de serem transferidas para as naves de segundo crescimento.

Cada complexo comportará 20 naves de criação, com capacidade para cinco mil bicos, perfazendo um total de 600 mil aves.

Co-financiado pela linha de crédito sul-coreana e pelo governo angolano o projecto que conhece um relativo atraso tem uma duração de vinte e dois meses.

XS
SM
MD
LG