Links de Acesso

Moçambique: Milhões de dólares de medicamentos expirados encontrados em armazém

  • Paulo Faria

a

a

Em Moçambique, elevadas quantidades de medicamentos diversos adquiridos durante o mandato do antigo ministro da Saúde, Ivo Garrido, expiraram o prazo de validade nos armazéns “Adil Comercial”, estabelecimento alugado pelo Ministério da Saúde, na Matola, para armazenar os fármacos.

Em Moçambique, elevadas quantidades de medicamentos diversos adquiridos durante o mandato do antigo ministro da Saúde, Ivo Garrido, expiraram o prazo de validade nos armazéns “Adil Comercial”, estabelecimento alugado pelo Ministério da Saúde, na Matola, para armazenar os fármacos.

Trata-se de lotes de medicamentos que eram escassos nos hospitais do país. Ninguém sabe dizer como tal aconteceu. Contudo, o Director da Central de Medicamentos do Ministério da Saúde, Paulo Nhaducuo, fala em prejuízos estimados em cerca de dois milhões de dólares norte-americanos.

Nhaducuo não se dignou a falar de responsabilidades, a uma pergunta feita pelo jornal “O País”, tendo apenas avançado que os medicamentos em causa chegaram a expirar o prazo, alguns há mais de cinco anos, por alegados erros de gestão.

Para atenuar a crise, o Ministério da Saúde já encomendou medicamentos na ordem dos 30 milhões de dólares norte-americanos e os mesmos deverão chegar a Moçambique até finais do mês de Abril próximo.

XS
SM
MD
LG