Links de Acesso

Hip Hop conquista Moçambique

  • Francisco Júnior

Micro2 - duo de hip-hop Moçambicano

Micro2 - duo de hip-hop Moçambicano

Organizadores querem reunir Hip Hop de toda a CPLP

Músicos Hip Hop de língua portuguesa poderão em breve estar reunidos num CD.

Esse pelo menos é o sonho de Gabriel Limaverde um dos organizadores do recente festival dessa música na capital moçambicana, Maputo, o “Festival Conexão Hip Hop” .

Esta foi a primeira edição do festival mas Limaverde diz que o sonho dos organizadores é “fazer a `Conexão Hip Hop LP´ que será a conexão Hip Hop da língua portuguesa”.

O objectivo é “trazer os diversos representantes dos países que falam o português. Representantes do movimento HIP Hop de todos esses países que fazem parte dos PALOPs e da CPLP”.

“Temos esse sonho,” acrescentou.

O primeiro “festival Conexão Hip Hop” foi organizado pela Balaio Cultura e Arte, uma produtora que se diz incubadora de projectos ligados à cultura em Moçambique.

O festival contou com o apoio e petrocínio de vários parceiros, instituições e empresas nacionais e estrangeiras.

Um dos principais parceiros foi a Embaixada dos Estados Unidos da América em Maputo, que apoiou através do PEPFAR.

O PEPFAR, Programa de Emergência do Presidente Norte-Americano para o Alívio do SIDA, existe desde 2003 e beneficia vários países, um dos quais é Moçambique.

Foram mais de 40artistas a actuar, e na maior parte deles, ligados ao movimento Hip-Hop.

Entre os artistas que participaram conta-se Ana Raquel mais conhecida por Rainha da Sucata.

Com 18 anos de idade a Raínha da Sucata é tida como sendo a caçula do Hip-Hop, em Moçambique.

Ouça a reportagem de francisco Júnior com entrevistas de artistas e publico que assistiu ao festival


XS
SM
MD
LG