Links de Acesso

Central nuclear de Fukushima continua a contaminar os solos, a água e o mar

  • Paulo Oliveira

Central nuclear de Fukushima continua a contaminar os solos, a água e o mar

Central nuclear de Fukushima continua a contaminar os solos, a água e o mar

Cerca de meio milhão de pessoas encontram-se deslocadas das suas casas que foram destruídas ou danificadas

O nordeste do Japão continua a ser abalado por fortes réplicas, ao mesmo tempo que os bombeiros e pessoal de reparações enfrenta a exposição a níveis elevados de radiação na central nuclear de Fukushima 1.

Aquele complexo profundamente danificado, continua a contaminar os solos, a água e o mar.

Os índices elevados de materiais radioactivos na água do mar ao largo de Fukushima colocam preocupações para a importante indústria pesqueira japonesa que possa ser afectada ainda mais. Muitas das comunidades pesqueiras foram destruídas ou seriamente danificadas pelo tsunami desencadeado pelo tremor de terra do passado dia 11 de Março.

O governo japonês ordenou o aumento dos testes à vida marinha e à água dos mares já a partir desta quarta-feira.

Vestígios de radiação do complexo de Fukushima 1 já foram encontrados em leite e espinafres bem como na água canalizada. Responsáveis governamentais e cientistas sustentam que os níveis, embora significativamente acima do normal, não constituem perigo para a saúde humana ainda mesmo que os alimentos contaminados e os líquidos venham a ser ingeridos durante um ano.

As preocupações continuam sobre a nuvem de vapor emitida por um dos reactores danificados e com o fumo num edifício de um outro reactor. No entanto responsáveis governamentais consideram que as emissões não parecem constituir um perigo, o que lhes deu a possibilidade de expressar optimismo de que o pior já terá passado.

O director adjunto da Agencia de Segurança Nuclear e Industrial referiu que a possibilidade das barras de combustível atingirem, de novo, um estado crítico é extremamente baixa.

Segundo ele, embora o combustível em alguns dos núcleos dos reactores e das piscinas possa ter-se sido parcialmente derretido, não é de prever uma fusão total.

Pelo sexto dia consecutivo, os bombeiros lançaram grandes quantidades de água sobre os reactores e as piscinas contendo barras de combustível já utilizado. A manutenção dos elementos do combustível sem sobre aquecerem vai diminuir a radiação.

O porta-voz do primeiro-ministro japonês referiu por seu lado, que baixando os níveis de radiação ira permitir acelerar as missões mais importantes.

Aquela fonte referia-se à possibilidade de enviar mais trabalhadores para o complexo a fim de voltar a ligar a energia e arrefecerem os reactores.

O sistema de arrefecimento foi gravemente afectado pelo tsunami de 11 de Março passado.

A polícia revelou que o numero daqueles que foram mortos ou são dados como desaparecidos em resultado do tremor de terra, ou resultante do tsunami ultrapassou os vinte mil.

Cerca de meio milhão de pessoas encontram-se deslocadas das suas casas que foram destruídas ou danificadas, ou ainda por terem sido instruídas a deixar as comunidades próximas da devastada central nuclear.

XS
SM
MD
LG