Links de Acesso

Presidente da CNE da Huíla ignora comissários provinciais

  • Teodoro Albano

Grande Hotel da Huíla, no Lubango

Grande Hotel da Huíla, no Lubango

Ausência dos comissários provinciais nas delegações do novo presidente da comissão provincial eleitoral está a causar controvérsia.

Na Huíla, a ausência dos comissários provinciais nas delegações do novo presidente da comissão provincial eleitoral, que iniciou esta semana visitas aos municípios, está a causar controvérsia.

A “Voz da América” soube que nessas deslocações para constatação da realidade dos gabinetes municipais eleitorais no interior, Dionísio Epalanga, deixou de parte os comissários provinciais e tem integrado nas visitas de campo, técnicos dos diferentes departamentos da comissão provincial eleitoral.

O facto está a suscitar alguma polémica, uma vez que, não tendo sido nomeados os novos comissários provinciais, os actuais ainda em funções gozam de protecção da anterior lei, ou seja, deviam integrar as actividades que conformam o processo eleitoral.

“O ambiente neste momento é de descontentamento entre alguns comissários provinciais” disse uma fonte contactada pela “Voz da América”, criticando a atitude do novo presidente da CPE.

A mesma fonte assegurou ainda que os descontentes ponderam apresentar uma declaração para manifestar o desagrado perante os caminhos que estão ser tomados na preparação das eleições na segunda maior praça eleitoral do país.

Depois de ter estado nas circunscrições de Quilengues e Cacula, Dionísio Epalanga, deve visitar até ao fim-de-semana os municípios de Caconda e Caluquembe.

O novo presidente da comissão provincial eleitoral da Huíla, Dionísio Epalanga, depois de ter tomado posse em Luanda, foi apresentado no Lubango na última quarta-feira 14 de Março.

XS
SM
MD
LG