Links de Acesso

Malanje investe 4 milhões para controlar paludismo

  • Isaías Soares

Serrote Gio, administrador de Caculama

Serrote Gio, administrador de Caculama

A malária continua ser a principal causa de mortalidade em Angola.

Na província de Malanje, no município de Caculama a administração local gastou mais de quatro milhões de kwanzas na aquisição de meios para eliminar o mosquito transmissor do paludismo. A malária continua ser a principal causa de mortalidade em Angola.

O administrador municipal, Serrote Gio procedeu à entrega dos equipamentos à unidade hospitalar local no âmbito do programa dos cuidados primários de saúde do governo angolano com um orçamento reforçado avaliado em 191 milhões e 520 mil kwanzas.

“A sua execução contou com a realização das várias acções projectos eleitos pelos membros da administração municipal, conselho de auscultação municipal e concertação social, bem como o consenso da opinião dos trabalhadores e técnicos da saúde, onde um deles a compra de dois pulverizadores e quatro tiracolo, equipamentos de aplicação química e biológica da luta contra a malária, numa acção valorizada em 4 milhões, 152 mil e 918 kwanzas”, disse o administrador.

O programa de municipalização dos serviços de saúde está em curso em todos os municípios do país, nesta região Caculama é o primeiro a dar o passo para o combate do paludismo na província de Malanje, segundo a directora da Saúde. Lazina Vera Crus Nfute, que reconhece as vantagens.

“A Administração Municipal tem estado a concretizar com as suas implementações não só ao nível social, como ao nível tecnológico, com esta entrega desses aparelhos técnicos que servirão ao apoio do programa de luta anti-vectorial que temos instalado aqui na nossa província, esses meios vão reforçar os resultados pretendidos no combate a doença malária”, justificou ela.

Ouça a reportagem do Isaías Soares.

XS
SM
MD
LG