Links de Acesso

Japão: Militares usam jactos de água para arrefecer os reactores nucleares


Japão: Militares usam jactos de água para arrefecer os reactores nucleares

Japão: Militares usam jactos de água para arrefecer os reactores nucleares

O nível elevado de radiação pode comprometer os esforços

No Japão os militares estão a usar jactos de água para arrefecer os reactores nucleares afectados pelo terramoto.

Hoje de manhã o governo recorreu a helicópteros para lançar água sobre os reactores nucleares de forma a colmatar os efeitos da radiação química.

O ministro da defesa Toshimi Kitazawa disse que o governo procura remediar a situação, mas as imagens da televisão tem mostrado que grande quantidade da água lançada a partir de helicópteros tem caído fora das instalações nucleares.

Foram detectados altos níveis de radiação a volta da central, que fica a 240 quilómetros ao norte de Tóquio. Por causa das radiações os trabalhadores não devem permanecer durante vários minutos no interior da central, e há mesmo relatos que até os helicópteros terão sido afectados ligeiramente pela radiação.

A escassez de combustíveis, seguida de cortes de electricidade e o frio estão a dificultar os esforços das equipas de socorro. Há cada vez menos esperança em recuperar sobreviventes do terramoto e do tsunami.

A contagem do número de mortos já atingiu mais de 5300 pessoas, além de mais de 9300 desaparecidos. A imprensa japonesa indica que mais de 20 mil pessoas ainda estão a espera de ajuda.

De momento, esforços estão sendo feitos para evitar a explosão dos reactores restantes.

Os Estados Unidos e outros países apelaram aos seus cidadãos a permanecerem não menos de 80 quilómetros das instalações da central nuclear, e vários governos até já iniciaram a evacuação dos seus diplomatas em Tóquio para regiões mais seguras.

O jornalista português Anselmo Crespo fez-nos há momentos a descrição do que ainda testemunhou no aeroporto de Miagui no momento em que se preparava para abandonar o Japão.

XS
SM
MD
LG