Links de Acesso

Líbia: União Europeia exige a demissão de Kadhafi


Líbia: União Europeia exige a demissão de Kadhafi

Líbia: União Europeia exige a demissão de Kadhafi

Casa Branca anunciou o envio de uma equipa de apoio a oposição

A Casa Branca anunciou ontem que vai enviar uma equipa para as áreas ocupadas pelos rebeldes líbios, isto enquanto a Secretária de Estado Hillary Clinton deverá reunir com os representantes do Conselho Nacional de Transição.

A União Europeia através do Conselho Europeu decidiu por sua vez exigir a demissão imediata do Coronel Kadhafi.

A administração americana apesar da promessa da Casa Branca ainda não reconheceu o Conselho Nacional de Transição Líbio como um governo legítimo, e segundo o Jornal The Washington Post, o governo de Obama está a espera por algo de melhor ou seja de um governo mais convincente.

A Casa Branca rejeitou as críticas de alguns congressistas que qualificaram a sua indecisão em relação ao que se está a passar no terreno.

O conselheiro nacional de segurança do presidente Obama, Thomas Donilon disse a jornalistas que os Estados Unidos e os seus parceiros tinham tomado uma série de decisões: pressionar o Coronel Kadhafi, isola-lo e torná-lo num pária.

A secretária de Estado Hillary Clinton deverá reunir-se na próxima semana com representantes do Conselho Nacional de Transição líbio. Hoje o Conselho Europeu reunido em Bruxelas exigiu por unanimidade a demissão imediata do Coronel Muammar Kadhafi. Esse órgão da União Europeia indicou que Kadhafi deixou de ser um interlocutor para Europa.

O mesmo órgão saúda e encoraja o Conselho Nacional de Transição Líbio que reconheceu como um interlocutor político.

Uma cimeira da União Europeia, Liga Árabe e União Africana deverá ter lugar nas próximas semanas.

A Liga Árabe quanto ela, deverá reunir-se já amanha Sábado no Egipto. Uma delegação do governo líbio e pro-Kadhafi já se encontra no Cairo para tomar parte no encontro.

XS
SM
MD
LG