Links de Acesso

Angola: Navio americano poderá ser libertado na próxima semana


O navio Maersk Constellation detido no Lobito

O navio Maersk Constellation detido no Lobito

O navio Americano retido no porto angolano do Lobito deverá ser autorizado a sair de Angola após o próximo dia sete, disseram fontes da Voz da América.


Isto aparentemente devido á situação de nervosismo que se vive em Angola com uma anunciada manifestação anti-governamental marcada para esse dia. O governo angolano disse anteriormente que o navio transportava ilegalmente munições mas tudo indica que essas munições tinham como destinatário o Quénia e o seu transporte era legal. Uma delegação da embaixada americana esteve hoje no Lobito para se inteirar da situação. Daniel Villanueva o porta-voz da delegação disse que a prioridade da embaixada americana era “garantir a segurança e o bem-estar” dos cidadãos americanos a bordo do navio.


“Tivemos um encontro com os membros da tripulação e todos estão bem,” acrescentou para dizer ainda que a embaixada americana está a trabalhar com o governo angolano para “ a situação seja resolvida num futuro próximo”.


Interrogado sobre uma data específica para a libertação do navio Villanueva disse ter havido já contactos com as autoridades portuárias e das alfândegas “mas não sabemos quando é que o navio vai sair”.


“ Estamos a trabalhar para que isso aconteça num futuro próximo,” disse o diplomata.
O porta-voz recusou-se a comentar notícias de que as autoridades angolanas já teriam concluído que não haveria carga ilegal a bordo.


O diplomata disse que a carga destinada a Angola tinha já sido descarregada no Lobito. Essa carga era constituída por produtos agrícolas destinados a um programa de alimentação escolar.

XS
SM
MD
LG