Links de Acesso

Óscares sem surpresas


Celebrando a vitória. Meryl Streep, melhor actriz do ano.

Celebrando a vitória. Meryl Streep, melhor actriz do ano.

Filme mudo,a preto e branco é o vencedor de melhor filme do ano, melhor actor e melhor realizador

Os críticos do cinema reagiram positivamente à escolha dos Óscares deste ano, afirmando não se terem registado supresas nas decisões da Academia de Artes e Ciência Cenimatográficas.

A úncia supresa poderá ter sido o número de oscares dado ao filme “A Invenção de Hugo” do realizador Martin Scorsese que venceu varios dos prémios técnicos.

“O Artista”, um filme que presta homenagem á indústria de cinema na era dos filmes mudos e descrito por um dos críticos como “uma carta de amor da Europa a Hollywood”, foi escolhido como o melhor filme do ano e recebeu também outros quatro Oscares incluindo o de melhor realizador (Michel Hazanavicius) , melhor actor (Jean Dujardin), melhor guarda roupa e melhor banda sonora, isto num filme sem diàlogo .

Foi o primeiro filme mudo a desde 1929 a receber um Óscar.

A veterana Meryl Streep venceu o Óscar de melhor actriz pelo seu papel como Margaret Thatcher no filme “A Dama de Ferro”.

Esse filme ganhou também um Óscar por melhor caracterização.

Esta foi a terceira vez ao longo da sua longa carreia que Merryl Streep ganhou um Óscar.

Já com 62 anos de idade Streep falou sobre o que é competir com actrizes jovens afirmando que se sentiu de novo “como uma criança”.

“Ao fim e ao cabo eu era jovem quando ganhei isto há 30 anos. Duas das candidatas nem tinham ainda sido concebidas,” disse ela

Aos 82 anos de idade Christopher Plummer foi nomeado melhor actor secundàrio., tornando-se assim no actor mais velho de sempre a ganhar um um Oscar. Plummer com sentido de humor fez notar que ele é apenas dois anos mais novo que a cerimónia dos Oscars.

“Onde é que estiveste toda a minha vida?” disse ele olhando para a estatueta que acabara de ganhar.

“ Tenho uma confissão a fazer. Quando saí do ventre da minha mãe eu já estava a ensaiar o meu discurso de agradecimento á academia,”acrescentou

Octavia Spencer ganhou o Oscar de melhor actriz secundària pelo seu papel em “As serviçais” em que fez o papel de uma serviçal doméstica africano-americana no sul dos Estados Unidos em 1960. Falando a jornalistas Spencer disse esperar que o seu prémio abra as portas a outras actrizes de cor.

“E quando eu digo de cor não me estou a referir apenas aos africano americanos. Estou a a falar de dos índios, dos latino americanos, dos asiatico-americanos. Espero ser um farol de esperança,” disse ela

O filme de Marti Scorsese “A Invenção de Hugo” ganhou cinco Oscars todos em categorias técnicas, nomeadamante fotografia, direcção artistíca, melhores efeitos sonoros, melhor som e efeitos especiais.

O filme iraniano “Uma separação” ganhou o Oscar de melhor filme estrangeiro.
O realizador Asdhghart Farhadi disse que quando o filme foi momeado alguns membros do governo iraniano mostraram-se satsifeitos, outros não comentaram e outros ficaram irritados

Farhadi disse que para o si o que lhe importa é que “os iranianos estejam contentes com esta vitória”.

Eis a lista dos Oscares de 2012
Melhor filme: "O Artista"
Melhor Realização: Michel Hazanavicius ("O Artista")
Melhor ator: Jean Dujardin ("O Artista")
Melhor atriz: Meryl Streep ("A Dama de Ferro")
Melhor ator secundário: Christopher Plummer - "O amor é assim" ("Beginners")
Melhor atriz secundária: Octavia Spencer - "As Serviçais" ("The Help")
Melhor argumento adaptado: "Os Descendentes" - Alexander Payne, Nat Faxon e Jim Rash
Melhor argumento original: "Meia-Noite em Paris" - Woody Allen
Melhor filme de língua não inglesa: "Uma Separação" (Irão)
Melhor filme de animação: "Rango"
Melhor documentário: "Undefeated"
Melhor curta-metragem documental: "Saving Face"
Melhor curta-metragem: "The Shore" - Terry George.
Melhor curta-metragem de animação: "The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore" - William Joyce e Brandon Oldenburg
Melhor direção artística: "A invenção de Hugo" - Dante Ferretti e Francesca Lo Schiavo
Melhor fotografia: "A invenção de Hugo" - Robert Richardson
Melhor montagem: "Millennium 1: Os homens que odeiam as mulheres" - Angus Wall e Kirk Baxter.
Melhor caracterização: "A Dama de ferro"
Melhor guarda-roupa: "O Artista" - Mark Bridge
Melhor banda sonora original: "O Artista" - Ludovic Bource
Melhor canção original: "The Muppets" - Bret McKenzie ("Man or Muppet")
Melhor montagem de som: "A invenção de Hugo"
Melhor mistura de som: "A invenção de Hugo"
Melhores efeitos visuais: "A invenção de Hugo"

XS
SM
MD
LG