Links de Acesso

Paludismo aumenta em São Tomé


Paludismo aumenta em São Tomé

Paludismo aumenta em São Tomé

Atrasos na pulverização e falta de uso de mosquiteiros entre as causas dos aumentos

Os casos de paludismo aumentaram súbitamente em São Tomé e Príncipe.

O atraso da nova fase de campanha de pulverização das casas e a resistência da população ao uso de mosquiteiros impregnados está entre as causas do agravamento

Só em Janeiro deste ano foram registados mil duzentos e vinte e oito casos, quase o dobro comparado com o mesmo período do ano passado.

O facto de muitas pessoas não terem contraído a doença há vários anos torna a situação muito mais preocupante devido a perda da imunidade.

Perante o aumento de números de casos de paludismo no país não obstante as ações de combate levados a cabo nos últimos anos, o Presidente da República Manuel Pinto da Costa reuniu a comissão Nacional de luta contra a doença para definir novas estratégias de combate.

Após o encontro a coordenadora do Programa Nacional de luta contra a doença anunciou varias medidas entre elas a substituição do inseticida utilizado desde 2003 no combate ao vetor.

O Governo prepara-se agora para iniciar a nova fase de pulverização das casas, ao mesmo tempo que vem promovendo uma intensa campanha de sensibilização para o combate ao paludismo.



XS
SM
MD
LG