Links de Acesso

Angola: Falta de recursos afecta alfabetização


Angola: Falta de recursos afecta alfabetização

Angola: Falta de recursos afecta alfabetização

A falta de recursos financeiros é um dos problemas que afecta os programas de alfabetização em Angola.

Isto foi constatado no seminário regional de aperfeiçoamento do processo Reflecte/Aplica e dos mecanismos de monitoria e avaliação do processo de alfabetização no seio das comunidades que encerrou no Sumbe.

O seminário que durou sete dias teve lugar no anfiteatro do Instituto Superior Politécnico do Sumbe e contou com a participação de vinte e seis elementos entre facilitadores, coordenadores locais e equipas técnicas das províncias do Kwanza-Sul, Bengo e Luanda.

Em gesto de conclusão os participantes adjectivaram ter abordado diversas ferramentas aplicadas durante o processo de aprendizagem de adultos no seio das comunidades.

O teatro como ferramenta de consciencialização foi um entre vários temas abordados.

No decurso da formação constatou-se dificuldades relacionadas com a falta de articulação entre a teoria e prática nos círculos além da falta de observância das modalidades de facilitação, exiguidade de recursos financeiros para monitoria e avaliação pelos coordenadores e equipas técnicas.
Para a orientadora do seminário, a espanhola Maria Josep Cascanti Sempere da Rede Internacional do Reflect/Cirac, o seminário constitui uma ferramenta importante na medida que o mesmo visou potenciar os facilitadores e equipas técnicas de munições suficientes para a luta no combate ao analfabetismo.

Sete dias foi quanto durou a acção formativa financiado pela Organização Não Governamental IBIS.
Ouça a reportagem de Mateus Júnior

XS
SM
MD
LG