Links de Acesso

UNITA preocupada com enriquecimento da oligarquia em Benguela

  • António Capalandanda

UNITA preocupada com enriquecimento da oligarquia em Benguela

UNITA preocupada com enriquecimento da oligarquia em Benguela

27 Jan 2011 - Os delegados à 5ª Sessão Ordinária do comité provincial da UNITA em Benguela, constataram com preocupação a degradação socio-económica caracterizada pelo aumento da pobreza, miséria, exclusão, corrupção, perante o enriquecimento galopante e injustificável da oligarquia e seus súbditos, leve-se numa nota distribuída hoje.

Durante a reunião, segundo a fonte, os participantes manifestaram preocupação com a degradação do sistema do saneamento básico ao nível da Província.

Constaram das inquietações dos delegados ao encontro, a não atribuição parcial em alguns casos e total na maior parte dos casos das verbas consignadas aos projectos de Benguela, durante o exercício económico de 2010 e apelam ao Executivo Angolano para a devida correcção, atribuindo oportunamente e na totalidade as verbas consignadas aos projectos para o exercício económico 2011.

Os participantes manifestaram a sua preocupação com o aumento da taxa de mortalidade na Província, devido a deficiente assistência médica e medicamentosa, aliada a fraca cobertura da rede sanitária, sobretudo no meio rural.

Os delegados verificaram com grande preocupação que a medida que se aproximam a fase de actualização do registo eleitoral e por conseguinte as eleições previstas para 2012, vão surgindo actos de intolerância política. Perante este cenário apelam ao Executivo Provincial, aos Tribunais e a Policia para em conformidade com a Lei punir exemplarmente os protagonistas daqueles acções com vista desencorajar os inimigos da paz e da reconciliação nacional.

A coerção psicológica a que muitos populares estão sendo submetidos, obrigando-os a tratar cartões de militante do MPLA, mediante a distribuição de fichas de requerimento para a candidatura a militância ao MPLA, nas áreas residenciais, de trabalho, nas escolas, nos mercados, sob pena de sofrer retaliações de vária ordem, são práticas que preocupam grandemente os participantes, já que, além de violarem sistematicamente a Lei, indiciam a fraude eleitoral.

Os delegados apelam ao Executivo para garantir transparência em todo processo desde a actualização até a realização das próximas eleições, cumprindo e fazendo cumprir o estipulado na Lei do registo eleitoral.

XS
SM
MD
LG