Links de Acesso

Obama - Reduzir a desigualdade económica

  • Paulo Oliveira

Congresso dos Estados Unidos

Congresso dos Estados Unidos

Combater a obstrução do Congresso, e tomar medidas para ajudar a economia a crescer

O discurso que o presidente Barack Obama proferiu perante o Congresso na terça-feira à noite serviu para enunciar o plano para acelerar a recuperação económica dos Estados Unidos.

O presidente Obama apresentou-se perante um Congresso profundamente dividido e tentar convencer a opinião pública preocupada com a situação económica.

“Desejo falar sobre a forma de avançar e definir o plano para construir uma economia durável – uma economia baseada na produção Americana, na energia Americana, na competência dos trabalhadores Americanos e na renovação dos valores americanos”.

Para defesa da classe média, o presidente destacou um dos principais temas da campanha de reeleição: a redução da desigualdade económica e tornar a economia mais equitativa.

O presidente Obama sublinhou ter chegado o momento de reclamar o que denominou de “valores Americanos” - nenhum desafio é mais urgente e nenhum debate mais importante do que a desigualdade económica, num país onde um número cada vez menor de pessoas vive muito bem, enquanto um número crescente de americanos mal consegue subsistir.

O plano de Barack Obama prevê várias componentes como a atribuição de incentivos a empresas que voltem a basear a sua produção nos Estados Unidos em vez do estrangeiro, o alívio fiscal de pequenas e médias empresas e a possibilidade de cidadãos com hipotecas poderem renegociar os empréstimos com taxas de juros mais baixas.

Obama reconheceu que as suas propostas enfrentam fortíssima oposição por parte dos Republicanos.

“Tenciono combater a obstrução do Congresso, e tomar medidas para ajudar a economia a crescer”.

Na resposta dos Republicanos, o governador do Estado de Indiana, Mitch Daniels criticou o que classificou de extremismo de Obama e de política a favor da pobreza.

“Nenhum ponto da presidência Obama tem sido mais triste do que dividir os Americanos, promovendo uns e castigando outros”.

O presidente Obama salientou que os Estados Unidos alcançaram algumas vitórias no domínio da política externa, tendo mencionado o fim da guerra do Iraque, o progresso feito na guerra do Afeganistão, na eliminação do líder da al-Qaida, Osama bin Laden e a esperança de maior liberdade na Birmânia.

O presidente americano deixa esta quarta-feira Washington para uma digressão de três dias, durante a qual vai apresentar o seu plano económico ao povo Americano.

XS
SM
MD
LG