Links de Acesso

Angola: Oposição contesta presidente da CNE

  • Faustino Diogo

Angola: Oposição contesta presidente da CNE

Angola: Oposição contesta presidente da CNE

UNITA e sociedade civil dizem que Conselho Superior da Magistratura violou a lei eleitoral ao indicar Susana Inglês.

A advogada Suzana Inglês foi designada pelo Conselho Superior da Magistratura como presidente da Comissão Nacional Eleitoral (CNE), na sequência de um concurso público realizado no país.A sua continuidade à frente dos destinos da CNE mereceu já a reacção da oposição.
Para o presidente da UNITA, Isaías Samakuva, o Conselho Superior da Magistratura violou a lei eleitoral ao indicar Susana Inglês pelo facto de nao ser uma magistrada judicial.
A FNLA, atraves do seu presidente Ngola Kabango, disse por sua vez que é uma indicação “antidemocrática”, porque Susana Inglês “não reúne os requisitos constantes na lei para ser indicada presidente da CNE”.
O PRS de Eduardo Kuangana espera que Susana Inglês seja “transparente” e “não tenha capa partidária” no exercício das suas funções.
O porta-voz da Nova Democracia,João Castro Freedom,disse que a indicação de Susana Inglês só será benéfica se responder “às preocupações e os anseios dos partidos da oposição” em torno do processo eleitoral.

XS
SM
MD
LG