Links de Acesso

Moçambique: 300 mil crianças sem acesso à escola

  • Francisco Júnior

Recreio, Escola Primária 19 de Outubro, Bairro Magoanine, Maputo, Moçambique

Recreio, Escola Primária 19 de Outubro, Bairro Magoanine, Maputo, Moçambique

Corte de doações ao orçamento afecta ensino

13 Jan 2011 - As autoridades moçambicanas estimam que há seis milhões e 500 mil alunos matriculados em todo o sistema de educação: diurno e nocturno, nas escolas primárias e secundárias.

Os dados enviados até agora ao Ministério da Educação, indicam que há ainda, muitos que não se matricularam.

Segundo estimativas do ministro da educação cerca de 300.000 crianças não terão acesso à escola.

Segundo o Ministro da Educação isso deve-se à falta de salas de aula. O Estado só tem recursos para construir mil, a mil e duzentas novas salas de aula, por ano. E, para acolher as cerca de trezentas mil crianças, seria necessário construir duas mil e quinhentas salas. E os próximos anos vão ser difíceis para a educação, em Moçambique.

Por causa da crise que afecta o mundo, a fonte externa que contribuía muito para o orçamento ao sector da educação reduziu a sua ajuda financiera.

Para os próximos três anos, o Ministério da Educação precisa de 470 milhões de dólares americanos. Mas, deste valor, só tem garantidos 161 milhões de dólares americanos.

Como consequência disso, muito do que se planificou como estratégia vai ficar sem ser feito.

O ano escolar inicia-se na segunda-feira.

Oiça a reportagem de Francisco Júnior.

XS
SM
MD
LG