Links de Acesso

Desavenças entre a Pescamar e os tripulantes feitos reféns por piratas

  • William Mapote

Desavenças entre a Pescamar e os tripulantes feitos reféns por piratas

Desavenças entre a Pescamar e os tripulantes feitos reféns por piratas

Em causa o pagamento de cerca de cinco mil dólares

Os 11 tripulantes moçambicanos resgatados a meio do ano passado do cativeiro de piratas somalis, estão em desavenças com a Pescamar, uma empresa pesqueira a que estão vinculados.

Em causa está o pagamento de 150 mil Meticais, cerca de cinco mil dólares, que reclamam como indemnização pelos danos morais psicológicos sofridos durante os mais de cinco meses em que estiveram no reduto dos piratas, após terem sido sequestrados em plena actividade, na embarcação Vega 5, em Dezembro de 2010.

De acordo com José Mandava, o porta-voz do grupo, em declarações à Agência Lusa, as partes continuam em divergência quanto ao pagamento das indemnizações o que para o grupo é a condição para o seu regresso à faina.

Segundo Mandava, depois de várias reuniões entre o grupo e o seu patronato, há já um princípio de acordo para o pagamento da indemnização pedida, contudo, a empresa condiciona o pagamento, à autorização do governo, a quem acusam de insensível ao seu caso.

Enquanto prossegue o diferendo, recusam-se a voltar às actividades e ameaçam avançar a qualquer momento, com uma greve que poderá ir até ao encerramento dos portões da Pescamar, localizada na cidade da Beira, no centro do país.

XS
SM
MD
LG