Links de Acesso

Enxurradas ameaçam norte do Namibe

  • Armando Chicoca

Enxurradas ameaçam norte do Namibe

Enxurradas ameaçam norte do Namibe

Enxurradas nas províncias da Huila e Benguela ameaçam isolar algumas comunas dos municípios nortenhos da província do Namibe.

10 Jan 2011 - Enxurradas nas províncias da Huila e Benguela ameaçam isolar algumas comunas dos municípios nortenhos da província do Namibe.

Autoridades locais no Namibe, dizem estar preocupadas com as cheias dos rios Caitou no município da Bibala e do Rio Kankhondo no município do Camucuio ambos intermitentes. A situação está a dificultar a vida da população do norte da província do Namibe.

Apesar de no passado ter já havido problemas que resultaram na morte de pessoas e perdas materiais, com as inundações dos dois rios, o clamor da população que há muito solicita a construção de pontes sobre estes rios, nunca foi satisfeita por parte das autoridades governamentais. Estes rios só têm água quando chove nas províncias vizinhas da Huila e Benguela. Refira-se também o estado degradado da nova ponte sobre o rio Chingo, também no Município do Camucuio, uma obra reprovada muito recentemente pelos deputados da bancada parlamentar do MPLA, do circulo Provincial do Namibe.

O administrador do Município da Bibala, João Ernesto dos Santos diz ter aprendido bastante com a lição do passado. Já não quer ver a população a padecer de doenças resultantes das águas fluviais, durante as cheias que ameaçam isolar algumas comunas da Bibala. "Já providenciamos ambulâncias e veículos todo-terreno, kits de medicamentos visando defender a saúde das comunidades no caso de isolamento pela cheias. o centro de saúde da comuna da Lola, vai servir de principal unidade de referencia no atendimento das comunidades em situação de isolamento pelas cheias",frisou ainda.

Para o Administrador Municipal da Bibala, não basta a colocação de medicamentos e ambulâncias nesta localidade. Impõe-se também, o encorajamento dos dois enfermeiros e promotores de saúde que trabalham nestas comunidades. “É isto, diz ele, o que estamos a fazer”. Os enfermeiros dizem-se também prontos a empenhar no trabalho de assistência sanitária à população.

XS
SM
MD
LG