Links de Acesso

Caso de gripe das aves causa apreensão


Em Hong autoridades abatem milhares de galinhas como medida de precaução.

Em Hong autoridades abatem milhares de galinhas como medida de precaução.

Peritos minimizam possibilidades de epidemia mas Hong Kong toma medidas de precaução

As autoridades chinesas confirmaram que um homem de 39 anos morreu de gripe das aves na cidade chinesa Shenzen, depois de ter sido internado num hospital no dia do natal.

As autoridades afirmam, no entanto que é mínimo o perigo de infecções deste tipo de gripe. Contudo há crescente preocupação no vizinho territrio de Hong Kong.

A morte do condutor de autocarros Chen Fayu este fim-de-semana representa a primeira fatalidade nos últimos 18 meses na China causada por esse tipo de gripe .

Apesar de se estar no ponto alto da época de gripes, o Dr. Lo Wing-lok, um perito em doenças infecciosas e antigo legislador em Hong Kong, permanece optimista que o caso registado em Shenzen poderá ser um caso isolado.

“Apesar de se falar em mutação (do vírus) a verdade é que a situação permanece na mesma,” disse ele.

“A doença continua a ser transmitida de ave para ave; ocasionalmente há um caso de transmissão de ave para seres humanos, mas está-se muito longe de isto ser uma doença transmitida entre seres humanos,” acrescentou.

Lo mostrou-se contudo duvidoso das declarações das autoriaddes de Shenzen de que a gripe das aves não é prevalecente nos aviários e que Chen poderá ter contraído o virus H5N1 de pàssaros selvagens.

Lo afirmou que se trata de um vírus de aves de aviàrio e que devido a essa declaração as pessoas poderão não tomar as precauções que devem ser tomadas.

Residentes em Hong Kong e na adjacente província chinesa de Guangdong manifestam contudo nervosismo com as notícias da morte de Chen.

Em zonas de alta densidade populacional, populações vivem lado a lado com animais usados como fontes de alimentos. Essas condições tornaram a região numa zona de forte incidência de doenças transmitidas de animais para seres humanos.

Em 1996 registaram-se várias mortes causadas pela transmissao de gripe das aves de aves para seres humanos.

Em 2003 a epidemia de SARS, síndroma severo respiratório agudo, teve o seu incio nos mercados de animais em Guangdon.

Cerca de 40% dos casos totais de SARS no mundo ocorreram em Hong Kong.

O centro de controlo de doenças de Shenzen disse que a morte de Chen foi causada uma estirpe do vírus H5N1 que é intransmissível entre seres humanos.

A agência de notícias oficial chinesa Xinhua, apelou à população para não entrar em pânico.

Entidades oficiais estão a trabalhar para acalmar e comunicar com o público sobre a doença algo que é uma mudança do que ocorreu há alguns anos atrás, conforme notou Thomas Abrham director do Projecto Informàtico de Saúde Pública em Hong Kong.

“Há uma enorme mudança desde o fim de 2002 quando o governo chinês escondeu o que se passava em Guangdong o que levou a que o mundo só se apercebesse do que se passava quando se registaram casos em Hong Kong em Fevereiro de 2003,” disse ele.

“Há agora uma norme mudança em termos daquilo que é noticiado,” acrescentou.

Em Hong Kong as autoridades adoptaram medidas para impedir a propagação da gripe das aves, e abateram 19.000 galinhas em mercados locais e proíbiram a importação de aves de partes da província de Shenzen.

O centro de protecção de saúde em Hong Kong confirmou que a estirpe de vírus que matou Chen é semelhante á estirpe detectada em aves mortas em Hong Kong no mês passado.

Abraham afirma no entanto que o virus H5N1 é agora endémico pelo que os casos agora registados não são extraordinários, prevendo que casos continuarão ocorrer ocasionalmente.

XS
SM
MD
LG