Links de Acesso

União Africana "deplora" acontecimentos em Bissau


Vista nocturna da sede da União Africana em Adis Abeba

Vista nocturna da sede da União Africana em Adis Abeba

O ex-representante da União Africana em Bissau, Sebastião Isata, deplorou acontecimentos que "não reflectem o que a comunidade defende para aquele país".

O ex-representante da União Africana na Guiné-Bissau, o diplomata angolano Sebastião Isata, declarou-se constrangido com os acontecimentos na Guiné-Bissau e declarou-se convencido de que a União Africana vai tomar uma posição enérgica.

Segundo Isata, os políticos e observadores que estiveram em Bissau para acompanhar as eleições presidenciais constataram que o escrutínio decorreu de um modo livre e democrático.

“É desolador constatar que alguns líderes políticos que concorreram quisessem depois questionar os resultados saídos das urnas”, disse o diplomata angolano.

“Deploro estes acontecimentos visto que eles não reflectem o que a comunidade internacional defende para a Guiné-Bissau, ver uma Guiné-Bissau livre, democrática, desenvolvida e próspera”, disse ainda Sebastião Isata.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG