Links de Acesso

Ministro da Saúde angolano pede melhores serviços aos enfermeiros

  • Armando Chicoca

Hospital Pediátrico, Namibe, Angola

Hospital Pediátrico, Namibe, Angola

Os profissionais da Saúde estão obrigados a não defraudar as expectativa das pessoas

Ministro de Saúde angolano, José van-Dunen, pede observância da ética,deontologia e humanização no atendimento a população nos hospitais do país.O apelo foi feito no Namibe, aos enfermeiros do país, pelo titular da pasta do sector,durante a abertura das jornadas comemorativas do Dia Internacional do Enfermeiro,que se assinala na próxima quinta-feira.
"Nós vivemos numa sociedade em que os problemas se cruzam e não escolhem classes.Quer dizer que os problemas que ainda hoje vivemos ao nível dos hospitais e que gostaríamos que fossem resolvidos o mais rápido possível, não são problemas exclusivos do sector da Saúde", afirmou, na oportunidade Van Dunen.
O ministro disse ainda que "a diferença marcante entre os elementos do sector da Saúde e outros sectores, têm haver com o facto das pessoas que nos procuram, serem pessoas doentes, que têm em nós uma grande expectativa de que iremos resolver os seus problemas". Segundo o ministro José Van-Dunem,"nós,profissionais da Saúde, estamos obrigados a não defraudar as expectativa das pessoas",sublinhou, para adiantar:"Esta tem sido uma das principais causas porque o sector de Saúde em Angola passou a ser o mais criticado,lidamos com as vidas humanas,lidamos com as pessoas fragilizadas que buscam soluções imediatas para os seus problemas,acreditam no vosso trabalho e, por isso mesmo, a exigência torna-se maior.
"O apelo é de que cada um de vocês, cada um de nós - disse Van-Dunen - quando estiveremos muito cansados,porque temos muita gente por atender,tivemos um dia bastante sub-carregado, pensemos na expectativa que as pessoas que nos procuram têm de que nós e sejamos capazes de os ajudar,de resolver o seu problema de saúde. Não é por acaso que comemoramos o Dia do Enfermeiro,no mês de Maria,mãe de Jesus, aqui, está também o lado humanitário".
O Ministro de Saúde de Angola divulgou,igualmente,o estatuto de carreira do enfermeiro que, além de compatibilizar os salários com o empenho daqueles que trabalham em locais de difícil acesso, também oferece melhorias de condições de trabalho para a classe."Tudo isso visa valorizar o trabalho do enfermeiro,sublinhou o ministro.
Os profissionais de enfermagem do Namíbe,em representação da classe no país,receberam carteiras profissionais, acto que vai entender-se em todas as provincias,resultante do trabalho conjunto entre o Ministério da Saúde e dos seus parceiros sociais.
Teresa Vicente, bastonária da Ordem dos Enfermeiros de Angola, referiu,no entanto, que os enfermeiros se batem por condições de trabalho que permitam proporcionar um serviço de qualidade à população,quer pela melhoria salarial, quer pela elevação dos conhecimentos científicos. A Ordem dos Enfermeiros, segundo a bastonária,engloba a nível do país trinta mil enfermeiros, vinte e seis mil dos quais inscritos na ordem dos enfermeiros.
Ministro de Saúde José Van-Dunem e a exortação aos enfermeiros para observância da ética, deontologia e humanização no atendimento à população no programa de municipalização dos serviços de saúde em curso no país.

XS
SM
MD
LG