Links de Acesso

Arcebispo emérito de Malanje foi a enterrar

  • Isaías Soares

Missa de corpo presente de Dom Luís María Pérez de Onraita, Malanje, Angola

Missa de corpo presente de Dom Luís María Pérez de Onraita, Malanje, Angola

Os restos mortais do arcebispo de Malanje Dom Luís María Pérez de Onraita falecido na última sexta-feira santa, 3, já repousam no Cemitério da Cafuma.

A vida e obra do sexto bispo da diocese de primeiro da província metropolitana de Malanje que congrega as dioceses do Uíge e Ndalatando foram recordados esta quinta-feira, 9, durante uma missa de corpo presente na Sé Catedral.

O chanceler do arcebispado local, Padre Pedro Luís mencionou na leitura da biografia o reconhecimento do arcebispo emérito que morreu aos 82 anos, dos quais 54 ao serviço da igreja e da sociedade angolana.

“Em Fevereiro de 2002 recebeu o prémio de reconhecimento pelo seu trabalho como o melhor cooperante do ano do Governo basco, na Conferência Episcopal de Angola e São Tomé foi presidente da comissão de educação, das migrações e saúde”, anotou o padre, incluindo a restauração de muitas estruturas de ensino, como o Seminário Maior São José, o ICRA, o Centro de Formação em Maxinde (Dom Luis María), varias igrejas e capelas”.

A prioridade de Dom luís María, que resignou o cargo em Julho de 2011 pela idade, 79 anos, sempre foi a de prestar o seu apoio à educação do povo malanjino.

“Deixa como herança muita gente formada para sociedade”, reiterou o padre.

Em Dezembro do ano findo, o Rei de Espanha concedeu ao defunto padre o grau de condecoração de Número da Ordem de Isabel A Católica por uma vida dedicada na íntegra à missão e aos mais necessitados, personificando igualmente a sua figura a todas as religiosas e religiosos espanhóis que trabalharam em Angola.

O arcebispo Dom Benedito, na homilia da missa de corpo presente, disse que a morte de Dom Luís Maria deixou um vazio para a igreja e a sociedades.

Na missa concelebrada pelos bispos de Caxito, Cunene, Huambo, Kuíto, Lunda-Norte, Uíge, do Sumbe, Namibe, Mbanza Congo, Menogue, Luena, Ndalatando e o bispo auxiliar de Luanda o representante da Igreja Católica em Malanje projectou a antevisão de dom Luis María.

O cardeal Dom Alexandre do Nascimento, governador de Malanje, Norberto Fernandes dos Santos, o presidente do Tribunal de Contas, Julião António, membros do Governo central e local, sacerdotes, fieis e representantes de outras congregações religiosas despediram-se do arecebispo.

XS
SM
MD
LG