Links de Acesso

António Guterres ganha quinta eleição para secretário-geral das Nações Unidas

  • Redacção VOA

António Guterres

António Guterres

Fontes da VOA admitem que Rússia pode vir a vetar o antigo primeiro-ministro português a favor de um candidato do leste europeu.

O antigo primeiro-ministro português António Guterres ficou à frente na quinta votação secreta, ocorrida esta segunda-feira, 26, entre os membros do Conselho de Segurança das Nações Unidas para eleger o próximo secretário-geral da organização.

Guterres obteve 12 votos de encorajamento, dois contrários e um "sem opinião", o mesmo resultado da última votação.

Fontes da VOA indicam que muitos diplomatas acreditam que um dos dois votos de "desencorajamento" é da Nova Zelândia, cuja antiga primeira-ministra Helen Clark está na corrida ao cargo.

A próxima votação, que está agendada para a primeira semana de Outubro, vai ser a primeira em que os membros permanentes do Conselho de Segurança, poderão exercer o seu direito de voto.

As mesma fontes indicam que a Rússia poderá vetar o nome de António Guterres a favor de um candidato da Europa do Leste que tem seis candidatos.

A seguir a Guterres, o mais votado é o ministro sérvio das Relações Exteriores, Vuk Jeremic, seguido do chefe da diplomacia da Eslováquia, Miroslav Lajcek.

O candidato mais votado será enviado à Assembleia Geral das Nações Unidas no final de Outubro ou princípios de Novembro.

O novo secretário-geral deve entra em funções a 1 de Janeiro de 2017.

XS
SM
MD
LG