Links de Acesso

Angolanos querem transformar contentores em obras de arte

  • Amâncio Miguel

Uma ocasião para ver que as artes angolanas são valorizadas, diz Immani da Silva.

Dez artistas plásticos iniciam a celebração dos 40 anos de Independência de Angola pintando em contentores.

É a 1ª edição de Contentor Arte, iniciativa da empresa Adriano Maia Internacional, que ocupará a Praça 17 de Setembro, próximo do Porto de Luanda.

O mentor, Adriano Maia, diz que é a materialização de um sonho antigo de levar a arte ao encontro do público: “Sempre quisemos ter um atelier ao ar livre. O contentor ajuda a mostrar a arte viva, é uma tela fantástica”.

Entre os artistas figuram nomes como Adão Massungo, Anderson Zola, Nelson Kissoka, Don Sebas Kassule e Immani da Silva.

Immani da Silva promete explorar a temática mulher, uma forma de homenagear “as angolanas que não descansam até conseguir o que querem”.

Immani da Silva, artista plástica angolana

Immani da Silva, artista plástica angolana

Mais do que a oportunidade dessa homenagem, Immani considera “Contentor Arte” uma ocasião para a valorização do trabalho dos artistas e para ajudar o público a compreender a pintura.

Para mim, diz Don Sebas Kassule, “será uma oportunidade para aprender com os outros. Não domino a técnica de graffiti e poderei aperfeiçoar”.

“Contentor Arte” vai decorrer até Novembro. Além das artes plásticas, a Praça 17 de Setembro terá, aos fins-de-semana, sessões de cinema, desfile de moda, teatro, música e dança.

Na segunda fase da iniciativa, entre Dezembro e Fevereiro de 2016, os contentores serão exibidos em vários locais de Luanda.

Acompanhe:

XS
SM
MD
LG