Links de Acesso

Angolano diz que crise económica no país compromete futuro dos jovens

  • Danielle Stescki

Espaço do Ouvinte

Espaço do Ouvinte

Feliciano Maimbi, de 26 anos, sonha em ser cantor. Sabe que é uma profissão difícil e que é preciso ter dinheiro para investir na carreira musical.

Ele estava a estudar para ser técnico especialista em Gestão de Redes Cisco, mas teve que interromper os estudos porque não tem dinheiro suficiente para fazer o exame da certificação. A inscrição é feita online e custa $300 dólares.

Maimbi, que trabalha em um supermercado, não ganha mensalmente o equivalente a $100 dólares.

Ele diz que a crise económica que o país atravessa compromete o futuro dos jovens, e descreve a situação como dramática.

Feliciano Maimbi aluga um quarto em Luanda e diz que o salário que recebe no supermercado não permite que faça nenhuma economia.

Maimbi acredita que a crise em Angola seja passageira e diz que se o presidente José Eduardo dos Santos administrar bem, diversificar a economia, abrir a porta a outros partidos e emprendedores, a situação deverá mudar no país.

"Aqui tudo circula na mão das mesmas pessoas. Então a situação piora".

Confira a entrevista na íntegra.

XS
SM
MD
LG