Links de Acesso

Veteranos no Kwanza Sul recebem subsídios a 10 dias das eleições


Alguns queixam-se de não estarem a receber de acordo com as suas patentes; outros pelo pouco montante recebido

A menos de duas semanas das eleições começou no Kwanza Sul o pagamento dos subsídios aos ex-militares angolanos.


O início dos pagamentos aos desmobilizados no Kwanza Sul foi marcado por protestos de alguns militares: uns porque tinham patente mais alta do que a anotada nos cadernos de pagamentos; outros porque consideram insuficiente o montante do subsídio.

Se quanto aos montantes não há nada a fazer, os membros da comissão responsável pelo assunto dizem que vão tentar resolver o problema da discrepância de patentes.

O Major António Júlio “Kikola” disse em exclusivo a Voz da América que o processo decorre da melhor maneira possível afirmadno que estão abrangidos pelo processo cerca de 16.000 ex-militares das FAPLA e cerca de 400 antigos militares das FALA.

O processo vai abranger “todos municípios que compõem a província do Kwanza-Sul”.

Interrogado sobre a qauestyão de discrepância nas patentes de alguns veteranos o major “Kikola” disse que aqueles que se sentem lesados devem reclamar.

“Nós faremos o que se deve fazer e posteriormente iremos pagar consoante o grau ostentado anteriormente,” disse

O descontentamento deveu-se também á quantia recebida pelos ex combatentes.

Eduardo Ernesto que este 15 anos no exercito como soldado disse que os 55.000 Kwanzas que recebeu “não satisfazem”.

“Esses 55 mil não chegam para nada. Isso é só para minimizar ou tapar alguns furos aí mas, não é suficiente,” disse acrescentando que queria “um valor para eu fazer a minha casa, ter uma vida boa”.

“isto não é satisfatório,” acrescentou.
XS
SM
MD
LG