Links de Acesso

Angola vai relançar empresas públicas em Malanje

  • Isaías Soares

Pungo A Ndongo

Pungo A Ndongo

O governo angolano deverá relançar, em breve, a actividade agro-industrial das empresas de capital público Kizenga, Pedras Negras e Pungo Andongo implantadas no Pólo Agro-industrial de Capanda, no Município de Cacuso, em Malanje.

As três fazendas poderão beneficiar de financiamento com capital de risco promocional.

PCA da Sodepac Carlos Fernandes

PCA da Sodepac Carlos Fernandes

O presidente do conselho de administração da Sociedade de Desenvolvimento do Pólo Agro-industrial de Capanda (Sodepac), engenheiro Carlos Fernandes, garantiu que estão em curso acções que poderão permitir o saneamento técnico e financiamento.

O Pólo Agro-industrial de Capanda conta com 24 empresas, das quais 15 instaladas e nove em processo de instalação.

Carlos Fernandes disse que os dados das campanhas agrícolas anteriores não são animadores, mas os próximos anos trarão bons resultados para o país.

“Os dados da campanha agrícola 2014-2015 estão agora a ser recolhidos, mas os dados da campanha 2013-2014 indicam-nos de que houve um aproveitamento de 1.900 hectares e perspectiva-se 7 mil toneladas e milho e 300 de feijão para a Fazenda Kizenga”, afirmou

Cerca de 3.700 hectares foram aproveitados na fazenda Pedras Negras, prevendo-se um aproveitamento de 3.300 toneladas de milho e 200 toneladas de soja, enquanto na fazenda Pungo-A-Ndongo espera-se dos “3 mil hectares aproveitados 18 mil toneladas”.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG